NiTcom

“A vida não é para levar. É para comer aqui”: vamos salvar os restaurantes portugueses

Este é o mote do movimento que quer reaproximar os clientes dos seus restaurantes favoritos. E tem o apoio da Visa, da Makro e da TVI.
Boas notícias.

A Covid-19 e as medidas de confinamento impostas ao longo dos últimos meses alteraram drasticamente os hábitos e a rotina dos portugueses. Passámos a fazer todas as refeições em casa, a pedir em delivery ou take-away e a experimentar os cartões contactless pela sua extrema facilidade e rapidez.

O setor da restauração foi um dos mais afetados pelos confinamentos e precisa da nossa ajuda preciosa para poder continuar a ser um dos nossos melhores cartões de visita. Ao seu lado durante todos estes anos — e sobretudo agora durante a pandemia — está a Visa, que tem lançado vários programas de apoio ao setor e às empresas com quem trabalha. 

Neste momento, com o regresso à normalidade, os vários restaurantes voltaram a abrir depois de vários meses fechados e já é possível sentar-se e pedir a comida de que tanto gosta. Para incentivar os portugueses a fazer isso mesmo, foi lançado um Movimento de apoio à restauração em Portugal — e todos podem participar e ajudar.

“A vida não é para levar. É para comer aqui” é o mote do Movimento que junta a Visa, a Makro Portugal e TVI com o objetivo de apelar à recuperação deste setor. E para podermos contribuir só precisamos de escolher um dos pratos deliciosos que pedimos sempre que vamos ao nosso restaurante favorito. E depois, claro, partilhar os melhores momentos dessa visita com toda a gente.

Como? No site do Movimento (ou até nas suas próprias redes sociais, com a hashtag #ParaComerAqui) é possível partilhar as fotografias, os vídeos e até as histórias mais bonitas e divertidas que tenha neste seu espaço de eleição.

Para facilitar todo o processo, faça o pagamento da refeição através do seu cartão Contactless. Como o digital é o futuro, a Visa tem vindo a incentivar os estabelecimentos a permitirem os pagamentos digitais, que são cada vez mais fáceis e rápidos graças a inovações como o Contactless.

Esta função, que já está disponível na maioria dos cartões bancários, permite pagar com uma simples aproximação de poucos segundos do cartão ao terminal de pagamento. Não tem obrigatoriamente de ser um cartão — pode ser, por exemplo, um smartphone, uma pulseira ou um smartwatch. Além de prático, conveniente e seguro também é rápido.

O apoio da Visa às empresas portuguesas

Desde o início da pandemia, a empresa líder em pagamentos digitais comprometeu-se a ajudar oito milhões de pequenas e médias empresas (PME) na Europa como parte de um esforço para que as comunidades locais possam manter os seus negócios.

Em Portugal, além da participação no Movimento de apoio à restauração, a Visa criou uma nova plataforma para apoiar pequenas e médias empresas no processo de transição para o comércio digital. O objetivo foi contribuir para a mitigação dos desafios de negócio decorrentes da pandemia através do lançamento ou melhoria dos seus negócios online. Através desta plataforma, as PME têm acesso a ferramentas e dicas sobre a criação de uma plataforma de e-commerce, construção de uma loja online ou criação de parcerias.

Associou-se também à Glovo para apoiar as pequenas e médias empresas, oferecendo 5€ de crédito para uso na app, com o objetivo de apoiar restaurantes locais. 

Por fim, a Visa está a expandir as suas iniciativas para utilizar os seus produtos, serviços, rede, dados, experiência em pagamentos para apoiar o comércio sustentável e a transição para uma economia com menos emissões de carbono. O seu mais recente compromisso global é alcançar emissões líquidas zero até 2040, depois de ter alcançado a neutralidade de carbono nas suas operações em 2020.

Este artigo foi escrito em parceria com a Visa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT