Cafés e Bares

A espera já tem fim à vista. O Copenhagen Bar Lisboa está prestes a reabrir

Dois anos e meio após o fecho, regressa de cara lavada e com novos cocktails. Peça um Deep Hypnosis — não se irá arrepender.
Prepare-se.

Para alegria dos discípulos do hip hop e R&B, aquele que é um dos bares históricos do Cais do Sodré, em Lisboa, reabre já esta sexta-feira, 9 de setembro. Falamos do Copenhagen Bar Lisboa — localizado numa das pontas da emblemática rua Cor-de-Rosa —, que fechou há cerca de dois anos e meio devido à pandemia de Covid-19. As obras de remodelação entretanto iniciadas foram adiando a reabertura.

Com a espera para o regresso prestes a terminar, importa começar a preparar-se para encontrar um sítio renovado e ainda mais atrativo, embora sem nunca perder a essência. “A nova decoração pretende fundir no mesmo espaço funcionalismo e ‘urban vibe’, próprios do estilo industrial escolhido e da cultura negra que sustenta a orientação base musical”, começa por descrever Ana Martinez, representante do bar.

Trata-se, portanto, de “um ambiente elegante onde o fundo escuro dá destaque às cores quentes, aos padrões dos tecidos, à intemporalidade do mobiliário e à irreverência do animal print. O Copenhagen torna-se assim num espaço eclético que incita a uma maior provocação sensorial, que se quer acompanhada pela carta de cocktails — rica e equilibrada, orientada a um público ávido de novas tendências, onde o exotismo e a criatividade são fatores de destaque”, acrescenta.

Apesar das mudanças físicas, em termos musicais, a aposta segue, de um modo geral, a mesma linha. “A programação musical terá como base a cultura negra, no entanto, não nos restringimos ao hip hop. Funk, soul e disco terão o seu destaque, bem como a influência da música brasileira dos anos 70 e 80, os ritmos das Caraíbas e países emergentes e a fusão com a eletrónica”, explica a responsável.

No bar, os cocktails de autor também ganham especial protagonismo, com a adição de propostas como o Deep Hypnosis (10€), “um cocktail hipnótico que seduz pela cor e pela complexidade dos sabores. Frutado e com o ponto de teor alcoólico necessário”, leva Skyy Vodka, Hipnotiq Blue e sumo de abacaxi.

Já o Pink Street Cocktail (9€), com rum Bacardi, ginja Mariquinhas, tequilla de morango e airela, “numa alusão ao ambiente geográfico em que se localiza o bar”, é outra opção. Inclui ainda “uma homenagem a um dos licores mais populares do País: a ginja”. Ana Martínez fala, igualmente, numa aposta arriscada no whisky de malte (com 12 referências) e em licores menos usuais no mercado nacional.

Enquanto sexta-feira não chega, carregue na galeria para conhecer outros novos bares de Lisboa que também merecem uma visita.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua de São Paulo 8-10
    1200-428 Lisboa - Portugal
  • HORÁRIO
  • Das: 17:00
  • Às: 06:00
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Bar

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT