Cafés e Bares

“Acontecem quase todos os dias” ajuntamentos de jovens a a beber nas ruas do Porto

A denúncia foi feita pela Associação de Bares da Zona Histórica da cidade.
A PSP garante ter ações para dispersar as pessoas.

Durante este fim de semana, 5 e 6 de setembro, verificaram-se ajuntamentos de pessoas a beber e a dançar nas ruas do Porto sem serem respeitadas as regras de distanciamento social, nem dos horários para o consumo de bebidas alcoólicas, face à pandemia de Covid-19.

O presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto, António Fonseca, garante em entrevista à “TSF” que os ajuntamentos com muitos jovens a beber na rua acontecem “quase todos os dias”.

“No meio destes jovens também temos menores de 15 e 16 anos. A maior parte dos bares até estão abertos, só que sem espaço de dança”, explicou, acrescentando que isso deu origem ao chamado “Botellón” — o termo espanhol que se refere à reunião de pessoas em espaços públicos, como a rua, para o consumo de álcool.

O responsável disse também à “TSF” que há até quem leve o carro e sirva bebidas a partir dos mesmos. “Abrem as malas, mesmo com o impulso do ‘botellón’, e até tiram de lá umas caixinhas com garrafas de bebidas alcoólicas.”

Ao “Jornal de Notícias”, que avança que as zonas com maior procura são as galerias de Paris e toda a zona envolvente dos jardins da Cordoaria, a PSP garante estar a fazer operações para dispersar os ajuntamentos, que também acontecem durante o dia na zona ribeirinha do Porto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT