cafés e bares

Câmara do Porto apoia reabertura de discotecas e bares da cidade com 600 mil euros

O programa de apoio foi aprovado pela câmara municipal. Oposição gostava de verbas fossem também para outros setores.
Nem todos os vereadores concordaram.

Esta segunda-feira, 6 de setembro, a Câmara Municipal do Porto aprovou um programa de apoio a bares e a discotecas no valor de 600 mil euros. O objetivo é ajudar na reabertura destes espaços que se encontram de portas fechadas desde março de 2020, logo no início da pandemia em Portugal.

A proposta foi aprovada por unanimidade na reunião, mas os vereadores da oposição gostavam que valores semelhantes fossem libertados na cidade para outros setores de atividade que também sofreram nos últimos meses com a pandemia.

“Apoio esta medida, só me espanta que só haja um setor apoiado e que mereça o apoio da câmara”, disse Manuel Pizarro, do PS, sobre o Programa de Apoio à Economia da Cidade – “Luz para a noite do Porto”, apresentado e aprovado esta segunda-feira.

Em declarações à Lusa, aqui citado pelo “Observador”, Rui Moreira, o atual presidente, disse que fechar bares e discotecas foi uma decisão “ideológica”, um “ato de proibicionismo” que não se viu noutros países europeus.

Já Álvaro Almeida, do PSD, critica esta decisão tardia, uma vez que há um ano apoios deste género não foram aprovados numa altura em que talvez fizessem mais sentido, já que estes espaços se encontravam fechados e neste momento estão quase a voltar à atividade. Por seu lado, Rui Moreira explicou que anteriormente haviam outros apoios dados pelo espaço.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT