Cafés e Bares

Canil: o novo bar de cerveja em Lisboa onde o cliente tira a própria imperial

Junta 36 torneiras, algumas nacionais e com um sistema de self-service. O segundo espaço da marca na cidade pode receber 350 clientes.
São dezenas as cervejas que pode provar.

Para os verdadeiros loucos por cerveja artesanal, o Canil já é um nome bem conhecido em Lisboa. O bar abriu no início de 2019, na Rua dos Douradores, na Baixa da cidade. Aqui pode experimentar dezenas de opções nacionais e estrangeiras. O mesmo acontece no novo espaço que foi inaugurado na Rua de Santa Marta, perto da Avenida da Liberdade, em outubro.

“O outro bar estava a ficar pequeno. Tivermos esta oportunidade para ter um espaço maior, com mais variedades de cerveja, música ao vivo e mais opções de comida”, explica à NiT Ariane Monteiro, 32 anos, uma das responsáveis pelo projeto.

As cervejas à pressão estão em maior número na nova morada do Canil. Existem 36 opções, todas artesanais e de vários países. Uma das novidades deste espaço é o sistema de self-service. Através de um cartão, que é recarregável na caixa, o cliente consegue escolher uma das 20 sugestões portuguesas.

Em cima deste balcão aparecem as descrições das variedades, através da aplicação Untappd. Pode ver o preço por cada 10 cl e só tem de encostar o cartão para desbloquear o sistema e encher o copo até onde quiser. O saldo é depois descontado. Os carregamentos são no mínimo de 5€.

“O objetivo é que as pessoas se sintam em casa. Já tivemos clientes que entram, dizem boa tarde, já têm o cartão carregado e servem-se como quiserem, nem chamam nenhum dos colaboradores.”

Nesta opção de self-service apenas tem cervejas nacionais disponíveis. Ao lado do ecrã, no topo no balcão de torneiras, está um aviso para fazer um ângulo de 45º com o copo, tudo para que a cerveja saia perfeita.

Noutro balcão, este apenas com acesso a colaboradores, tem as restantes opções à pressão. Neste caso, pode pedir para lhe serem servidas à mesa. Este atento: o quadro de ardósia onde estão descritas as variedades — com o nome, país, percentagem de álcool e preço por tamanho do copo — pode estar sempre mudar.

“Assim que acaba um barril, ligamos outro. Estas variedades nunca não fixas.”

Por aqui encontra sugestões dos Estados Unidos, Brasil, Alemanha e Bélgica, mas também rótulos portugueses, de Lisboa, do Porto, Trofa, Coimbra, Ericeira, Marvão ou Queluz. É o caso da Oitava Colina, Sovina, Praxis, Bolina, Nortada ou Piratas Cervejeiros.

Os clientes podem fazer self-service de cerveja.

Esta segunda versão do Canil tem mais cervejas e uma carta maior de pratos e petiscos. “Aqui a cozinha tem 50 metros quadrados e um forno a carvão Josper de onde saem várias carnes.”

Tem, por exemplo, o T-bone de 500 gramas com 26 dias de maturação (28,50€), tomahawk com 1,2 quilos (58€), ou o bife da vazia (15,50€). Entre outras sugestões estão o bacalhau com broa (12,50€), o schnitzel de porco (11,90€), ou o salmão com molho cítrico (12,50€).

Os hambúrgueres também têm representação nesta carta. Pode experimentar o Old School, com queijo edam, alface, tomate e cebola roxa (9€), ou o Lord of Onions Rings (10,50€), com aros de cebola, bacon, queijo e picles de pepino (10,50€).

Na parte dos petiscos, para pedir num final de tarde acompanhado com uma cerveja, tem os croquetes de bacalhau à Gomes de Sá (5,90€), o chouriço de porco com cerveja (7,50€) ou a burrata na brasa com tomate cherry e manjericão (9,50€).

No novo Canil há espaço para 350 clientes espalhados por diversos ambientes: mesas altas, zonas lounge e até um beer garden com jardins verticais. Existe ainda um piso superior com mais lugares. Já no piso térreo encontra um palco que todos os domingos, terças e quintas-feiras recebe música ao vivo.

“É sempre mais na onda do rock, como é costume nos nossos espaços.”

As televisões estão sempre em canais de música com o este estilo a passar ao longo do dia. Ainda assim, em dias de jogos de futebol, pode juntar os amigos para beber um copo por aqui.

Tal como acontece no Canil da Baixa, o novo espaço tem disponível durante a semana uma happy hour de cervejas. Acontece entre as 17 e as 19 horas, de segunda a sexta.

“Temos sempre cinco cervejas à pressão a 1€ durante estas duas horas. É happy hour mais barata de cerveja artesanal em Lisboa.”

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Canil, em Lisboa.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua de Santa Marta, 35, Lisboa
    1150-140 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 12:00
  • Às: 02:00
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Bar, Petiscos, Steakhouse

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT