Cafés e Bares

Cervejólitro: a nova loja onde pode encher garrafas com cerveja artesanal

Existem embalagens com 0,5, 1 ou 1,5 litros. Só precisa de escolher a variedade e em poucos segundos está tudo pronto para levar.
Só pode levar garrafas para casa.

O mundo das cervejas não é algo novo para João Birra, de 38 anos. Até teve um bar em Almada dedicado à bebida, o Birraria, que entretanto encerrou. Ainda assim, não foi preciso esperar muito para voltar a abrir um espaço com várias referências. Em Odivelas, na zona da Ramada, foi inaugurado no início de janeiro o Cervejólitro, um projeto com um conceito original onde os clientes podem encher garrafas com cerveja para consumir em casa.

“A ideia nasceu de uma viagem à Ucrânia, terra natal da minha mulher, onde este tipo de projetos na área da cerveja artesanal existem há já algum tempo. Como em Portugal ainda não havia nada assim, decidimos apresentar este formato”, explica à NiT João Birra.

Assim que entra na loja, o ambiente é semelhante a um bar comum, com um balcão cheio de torneiras. Ainda assim não são para servir copos, mas sim garrafas. “O conceito consiste na venda de cerveja à pressão, fresca e embalada no momento em volumes de 0,5, 1 e 1,5 litros, onde as escolhas do cliente são o tipo de cerveja e o local de consumo.”

Existem oito variedades disponíveis para take-away e para entregas ao domicílio. “A garrafa está incluída no preço. Não são reutilizáveis pois corremos o risco de contaminação da cerveja.” Também não pode trazer recipientes de casa.

O preço varia consoante a marca da cerveja e o tamanho da embalagem que escolher. Neste momento, estão disponíveis, por exemplo, a red ale da Letra; uma sugestão da Wheat Beer;imperial stout Capote; a Blondie da Musa; a Ave rara da Bolina; a Orange Stout da Oitava Colina; ou a Creature da Dois Corvos. Custam no mínimo 1,70€ e no máximo 16,30€.

A seleção passa pela oferta atual das cervejeiras locais, assim como oferecer dentro do possível, diferentes estilos de cerveja. O objetivo é rodar a oferta tanto em termos de estilos, como de cervejeiras. Tem de haver uma adequação da cerveja, desde as épocas festivas ou às estações do ano.”

As garrafas são de plástico e devem ser para consumo entre dois a três dias. O enchimento é feito através de uma torneira especial, tudo para garantir a qualidade do produto.

“É feito num ambiente de contrapressão, pelo que o oxigénio é residual. Esta é a grande vantagem do equipamento que temos. As nossas torneiras são específicas para o enchimento. O oxigénio é prejudicial à qualidade da cerveja, provocando a alteração das características por oxidação, o que lhe pode dar um sabor a papel molhado.”

O projeto é recente e ainda provoca alguma confusão no consumidor, mas os funcionários estão lá para esclarecer tudo.

“Existe muita desinformação à volta do consumo de cerveja em lata, o mesmo acontece com o plástico. Claro que percebemos que a melhor opção parece ser o vidro, no entanto seria de extrema dificuldade o enchimento e transporte de garrafas de 1,5 litros, por exemplo.”

Um dos próximos passos do Cervejólitro passam por criar mais lojas e levar o conceito a outras zonas do País.

Carregue na galeria para conhecer os novos bares de cerveja artesanal que abriram em Lisboa nos últimos meses.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. 25 de Abril, loja 8A, Odivelas
    2620-184 Odivelas
  • HORÁRIO
  • Das: 15:00
  • Às: 22:00
PREÇO MÉDIO
?

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT