cafés e bares

Este bar no topo do Algarve é o melhor segredo para descobrir no verão

Chama-se Alecrim e é uma food truck que está estacionada na Fóia, o ponto mais alto da região. Serve bebidas e vários snacks.
Fica no ponto mais alto da região.

Fica longe das praias, dos bares, dos restaurantes da moda e das zonas com mais gente no Algarve. Ainda assim, o Alecrim é um espaço que vale a pena descobrir na região. O nome parece corriqueiro, mas quando lhe dissermos que tem uma das melhores vistas do Algarve, já vamos prender a sua atenção. Esta food truck está estacionada na Fóia, o ponto mais alto da serra de Monchique.

Vai poder sentar-se a 902 metros de altura, num dos bancos virados para o oceano e para as localidades mais próximas, como Portimão e Alvor. Antes de seguir viagem de carro pela estrada até ao topo, convém perceber se o tempo não está encoberto. Desta forma, vai ter uma experiência ainda melhor lá em cima.

O Alecrim abriu no final do verão de 2019, mas permanece como um dos maiores segredos da região. Muitos algarvios não tinham por hábito subir até à Fóia tantas vezes, por já conhecerem a vista, assim se explica que este oásis no meio da serra se tenha mantido desconhecido.

À frente da food truck está um deck em madeira com algumas mesas e cadeiras. Depois, encontra uma zona relvada com mais lugares, tudo com o devido distanciamento social por causa das regras atuais da pandemia.

O espaço fecha sempre durante o período do inverno, mas regressa no tempo mais quente, uma vez que também só tem lugares no exterior. A reabertura para mais uma temporada fez-se a 5 de abril.

O menu é simples e não focado na comida típica da região. Na parte das entradas, tem o gaspacho alentejano (3€) e o pão recheado com queijo, alho e cebola (4,80€), que pode ainda ser pedido nas variedades com cogumelos, tomate e pimento, chouriço ou bacon.

As sandes de queijo e fiambre (3€), a club, com queijo, fiambre, alface, tomate e pepino (4€), a com frango, tomate e batata palha (4,20€), ou a que junta queijo chèvre, tomate e manjericão são sempre feitas com pão caseiro. Existem ainda hambúrgueres e tostas, com os mesmos tipos de recheio que encontra nas sandes. Os caracóis são outro dos petiscos recentes que juntaram ao menu.

Há vários lugares disponíveis.

E claro que nas bebidas não faltam os tradicionais sumos, cervejas, águas e o medronho, que tem em Monchique uma das grandes zonas de produção no País.

Por norma, encerram pelas 19 horas, quando também começa a ficar mais frio e vento por ali. Se for pela parte da tarde, o melhor é levar um casaco — sim, mesmo nos meses de verão. No ano passado, a temporada encerrou no final de outubro, por isso ainda tem algumas semanas para passar por lá.

Durante o inverno, com a carrinha fechada, os responsáveis viram-se também para outro restaurante, o Ceiceira, que abriu a 13 de novembro. Aqui, as opções são outras, com pizzas, pastas, bife na pedra, fondue e vários pratos sem glúten, vegetarianos e vegan.

Carregue na galeria para conhecer melhor este bar secreto no topo do Algarve.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Fóia 8550-274, Monchique
    8550-274 Monchique
  • HORÁRIO
  • Das: 11:30
  • Às: 19:00
  • Fecha segunda.
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Petiscos, Bar

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT