Cafés e Bares

Fnac angaria mais de 32 mil euros para expansão do Café Joyeux a Cascais

Associação VilacomVida pretende empregar cerca de uma centena de pessoas com trissomia 21 e autismo até 2026.
Apoio foi fundamental para a Joyeux.

A Fnac conseguiu reunir 32.800€ para a expansão do Café Joyeux em Portugal. A campanha de responsabilidade social foi promovida durante o ano passado. O valor angariado inclui as receitas geradas através de donativos feitos nas lojas físicas e online, assim como em merchandising.

Em Portugal, o primeiro Café Joyeux, projeto que tem como objetivo empregar e formar pessoas com dificuldades intelectuais e do desenvolvimento, promovendo a sua inclusão no meio laboral e na sociedade. O espaço que emprega nove pessoas abriu em novembro do ano passado em Lisboa e há planos para uma segunda abertura, em Cascais. Uma ideia já está bem consolidada em França, onde o projeto conta com cinco empreendimentos.

Filipa Pinto Coelho, presidente da associação VilacomVida, foi quem a trouxe para o nosso País. “Gostávamos de criar qualquer coisa muito ou praticamente igual à que o Café Jouyex acabou por fazer. Para não reinventarmos a roda, e porque não há tempo a perder, convidámos a marca a vir para Portugal. Fazemos votos que mais empresas sigam o bom exemplo da Fnac Portugal e possam apoiar esta missão tão ambiciosa quanto necessária para mostrar à sociedade a grande mais-valia da diferença”, explica.

Mas o objetivo é mais ambicioso: durante o primeiro semestre de 2022 deverá abrir um segundo estabelecimento, em Cascais. E, até 2026, através da abertura de outros cafés-restaurantes e da contratação de talento para eventos, a Associação VilacomVida, responsável por este projeto, pretende empregar cerca de uma centena de pessoas com dificuldades intelectuais e de desenvolvimento, como a trissomia 21 ou o autismo.

Os fundos recolhidos pela Fnac vão servir para “apoiar os custos de abertura do Café Joyeux Lisboa, nomeadamente, na aquisição do equipamento necessário para a promoção da autonomia dos colaboradores que contratamos para formar, bem como dos seus uniformes de trabalho”, diz Filipa Pinto Coelho.

“É bastante gratificante para a Fnac apoiar e promover este tipo de causas. Sabemos que podemos continuar a cultivar a diferença, contribuindo para uma sociedade mais justa e tolerante. Acreditamos que o valor angariado através da nossa campanha vai ajudar significativamente o desenvolvimento do Café Joyeux, um projeto que mudará a vida de centenas de pessoas em Portugal”, afirma Inês Condeço, diretora de marketing e comunicação da Fnac Portugal, em comunicado.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT