Cafés e Bares

Há bolas de Berlim muito fofas e com pouco açúcar para provar no Bairro Alto

São cobertas com xilitol, um adoçante de origem natural e menos calórico que o açúcar tradicional. Para comer sem culpa.
Fofas e bem recheadas.

Embora sejam consumidas todo o ano, — em 2023 foram mesmo o terceiro bolo mais vendido no País — as bolas de Berlim tornaram-se sinónimo de verão em Portugal. 

A especialidade alemã terá sido trazida por refugiados judeus que tentavam escapar à Segunda Guerra Mundial e chegaram a território nacional em busca de um abrigo temporário — antes de rumarem aos EUA ou, mais tarde, ao recém-fundado estado de Israel. A receita original foi adaptada por pasteleiros portugueses, e o resto é história. 

Com o início da época balnear, todos os anos surgem novas versões, se esquecer o regresso dos eternos favoritos. A Pastelaria do Bairro Alto Hotel, por exemplo, voltou a oferecer três propostas — simples, com creme de ovo ou de frutos vermelhos.

Contêm doses de açúcar equilibradas e são cobertas com xilitol, um adoçante de origem natural e menos calórico que o tradicional. O destaque vai para a versão com creme de ovo (3,50), feito com creme fraîche e azeite extra virgem orgânico Olmais — sem esquecer as bola de Berlim simples (2,50€) ou de frutos vermelhos (3,50€).

O espaço situado no piso térreo da unidade hoteleira tem também novas bebidas frescas à base de café, como o Mazagran Tónico, o Cold Brew Coffee e o Blended Iced Latte. Os fãs de fruta não foram esquecidos: podem pedir limonada de framboesa, yuzu (cítrico) e hortelã e sumos naturais. Todas as sugestões podem ser consumidas no espaço ao balcão de mármore, num dos sete lugares sentados ou ainda na Mezzanine. Se preferir, também pode optar por levar as referências para casa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT