Cafés e Bares

Na nova pastelaria de Lisboa há pastéis de nata de tiramisú e crème brûlée

A Nat’elier quer manter o sabor tradicional do doce, mas com um twist. E por lá também se dão masterclasses.
Há seis sabores disponíveis.

Juntar o pastel de nata ao tiramisú ou ao creme brûlée pode parecer inusitado mas segundo João Batalha e Nando Duarte, esta é uma fórmula que funciona. Os dois portugueses assumem-se como “recriadores do doce tradicional português” e decidiram juntar a especialidade portuguesa a algumas das sobremesas mais famosas do mundo. O resultado pode ser provado na nova pastelaria de ambos, a Nat’elier, inaugurada a 8 de maio em frente ao elevador de Santa Justa, na Baixa lisboeta.

Tal como a combinação de sabores, também a união dos dois sócios aconteceu de forma invulgar. João Batalha dedica-se ao mundo da pastelaria há vários anos — ganhou inclusivamente a medalha de prata pela receita do melhor pastel de nata português em 2018. Nando é mais frango assado. O sul-africano de 39 anos trabalhou durante 18 anos na famosa cadeia Nando’s. Os últimos anos foram passados a abrir vários restaurantes da marca em África, no Médio Oriente e na Ásia.

Os sócios e amigos conheceram-se em 2021 na África do Sul, numa das viagens que o chef fez como consultor da Casa das Natas. Acabaram a jantar e o português apresentou-lhe a ideia na qual andava a trabalhar. O sul-africano ficou convencido e propôs avançarem em conjunto.

Começaram a planear a Nat’elier nesse mesmo ano e uns meses depois, Nando decide mudar-se com a família para Portugal. A qualidade de vida, aliada às memórias passadas na casa da avó na Póvoa de Varzim, foram motivos suficientes para seduzir a mulher e os filhos.

Quando Nando se instalou, avançaram com os planos para a nova loja. Sabiam que estavam alinhados numa coisa: não queriam mais uma loja de pastéis de nata. “Um dos pilares tinha de ser as masterclasses. Queríamos, à semelhança do que já fazia nas minhas pastelarias, mostrar como se faz um doce destes, desde o início, sem segredos e partilhar um pouco da experiência da nossa loja”, explica João Batalha, de 32 anos à NiT.

Mas também não queriam que fosse centrado só nas aulas, por isso trouxeram mais um conceito que o chef tem explorado: as natas com sabores. Não se tratam daqueles pastéis com chocolate ou limão. O pasteleiro natural de Mafra tinha outras ideias. “Decidi pegar nos doces característicos de vários países e juntá-los ao nosso pastel de nata. Desta forma conseguimos inovar e mostrar algo que queremos fazer com a Nat’elier: expandir internacionalmente e levar este doce português aos quatro cantos do mundo”, revelam.

De Itália veio o tiramisú, porque “o café liga bem com o pastel de nata”. Da América o cheesecake de cookie, de Inglaterra a tarte de maçã e canela e de França o creme brûlée. Este último é queimado na hora na pastelaria, em frente aos clientes. Um dos mais especiais foi pedido por Nando: o seu doce favorito. “Juntei chocolate branco e nozes de macadâmia ao pastel de nata, que ficou com um sabor quente e reconfortante”, explica o pasteleiro.

Não vá à loja espera de sabores intensos e radicais. Essa não é a ideia do pasteleiro. “O objetivo é nunca perder a personalidade do sabor e caraterística do pastel de nata tradicional. Queremos apenas dar um twist”, revela.

Mas há mais uma novidade inusitada: um pastel de nata vegan. “A receita já é conhecida a nível nacional e tinha de a trazer para este espaço também”, revela o pasteleiro. A receita demorou seis meses a ser desenvolvida, mas desde 2019, altura em que lançou a sobremesa apta para quem não consome produtos de origem animal, que é um sucesso. Aliás, há quem prove esta versão, sem desconfiar que não é um pastel de nata tradicional.

Como já era uma aposta segura, João Batalha decidiu inovar novamente. “Vamos ter pastéis de nata vegan com sabor a creme brûlée e a cheesecake de Oreo”, adianta à NiT. Os preços dos pastéis de nata com sabor são de 2€ e dos tradicionais 1,50€.

A nova loja da baixa lisboeta não é um espaço só feito de pastéis de nata. Como não há nada que combine melhor com este doce do que um café, a dupla decidiu investir em café de especialidade. Há caramel lattes (3,20€), vanilla milkshakes (4,70€) e capuccinos (3,20€) feitos com um blend personalizado pela Delta para a marca. “Tem grãos de origem de São Salvador, Cost Rica e Uganda”, explicam. Para que prefere algo mais forte pode sempre pedir um cocktail (sempre à base de café).

Tudo isto pode ser saboreado num local emblemático, com vista para o elevador centenário. É ali que também pode inscrever-se para os workshops de pastéis de nata, com João Batalha. As aulas acontecem sempre às 14 horas e duram cerca de duas horas. Têm um custo de 60€ por pessoa.

Carregue na galeria para descobrir a nova pastelaria da Baixa.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. de Santa Justa 87
    1100-581 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Segunda a domingo das 9h às 22h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Pastelaria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT