Cafés e Bares

No novo café do Cais do Sodré reinam os bolos caseiros (e há brunch todos os dias)

O The Cakery é um negócio familiar que, diariamente, serve pequeno-almoço, almoço e brunch.
Bolo mousse de chocolate. Fotografia: Célio Cruz.

Do iogurte às panquecas, não há nada que não seja caseiro na pastelaria que agora ocupa o número 160 da Rua de São Paulo, no Cais do Sodré, em Lisboa. E todas as manhãs atraem clientes e curiosos com o cheiro a bolos acabados de sair do forno. Chama-se The Cakery e abriu na última semana de 2021, num edifício cuja história remonta ao século XIX, pronto para escrever a sua pelas mãos das irmãs Catarina Pereira Coutinho (de 47 anos) e Filipa Galvão (41). As duas idealizaram o projeto e convidaram a prima Sara Nunes de Almeida (47 anos) para participar.

Ter um negócio comum foi uma ideia que surgiu recentemente, começa por contar Filipa, assessora de comunicação. Acabou por tornar-se realidade devido a um conjunto de fatores, como a loja ser ao lado das suas casas — as irmãs são vizinhas — e ter ficado vaga na altura em que tudo tomava forma. Além disso, “como a Catarina [arquiteta de interiores] sempre gostou muito de cozinhar, especialmente bolos, e já há vários anos que fazia, mas só para a família e amigos”, tornou-se natural enveredarem por esta área, na qual se estreiam de forma profissional.

O convite a Sara, que também dá os primeiros passos no setor (é jurista na área das relações internacionais), “fez todo o sentido pois trouxe receitas da avó, que era cunhada da nossa avó, e as duas eram excelentes cozinheiras”.

A prima não se fez rogada e aceitou a proposta prontamente. Companheira habitual de Catarina nas aventuras culinárias, não podia ficar de fora, principalmente porque desde o início acreditou no projeto, afirma. 

Com o novo espaço, que combina os elementos da arquitetura Arte Nova com a decoração romântica das patisseries parisienses, o trio quer mostrar que, ao contrário do que alguns possam pensar, o Cais do Sodré “vai muito além da noite”, refere Filipa.

E arescenta: esta zona ribeirinha “tem um ambiente variado ao longo do dia, que cruza artistas, turistas, nómadas digitais, empresários, estudantes, por isso, fazem falta projetos a pensar nos que aqui passeiam durante o dia”. Na ausência de um espaço na zona “onde bolos e sobremesas homemade, chás, cafés e sumos de qualidade fossem servidos”, criaram um.

Mais do que qualidade, as empreendedoras garantem variedade. Banana bread (3,2€), cheesecake de doce de leite com praliné (3,5€) e bolo mousse de chocolate (3,20€) são algumas das hipóteses presentes no menu. Pode acompanhá-las com cafés Nespresso, chás da Companhia Portugueza do Chá, sumos ou limonadas, por exemplo.

Para os que gostam de misturar as refeições, disponibilizam, todos os dias, um menu de brunch (15€). Além de bebida quente e fria, inclui iogurte da casa com granola igualmente caseira, banana e mel, ou overnight oats com chia, banana, manteiga de amendoim e frutos secos, panquecas com morangos e Nutella, cesto de pão e croissants, ovos mexidos ou estrelados com bacon.

Quem prefere o pequeno-almoço e o almoço bem separados, tem mousse de salmão com caviar e queijo em pão de carvão ativado, acompanhado de salada (8€). Enquanto aguarda pelo pedido, aprecie os arcos em ferro e o estuque veneziano das paredes. 

Carregue na galeria e conheça alguma das delícias que se servem no The Cakery, até porque os olhos comem sempre primeiro.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua de São Paulo, 160
    1200-429 Lisboa
  • HORÁRIO
  • De terça a sexta-feira das 8h30 às 18h
  • Sábado e domingo das 10h às 19h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Café

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT