cafés e bares

O casal que deixou Paris para vender croissants franceses no Algarve

Liliana e Stephane vivem em Portugal desde 2019. Abriram um negócio em julho e todos os dias esgotam quase tudo o que fazem.
O projeto arrancou em julho.

A vitrine no interior da loja é grande e poucas horas depois de abrirem não está totalmente preenchida. Liliana Varela, 38 anos, não se importa que seja assim. “Prefiro ter menos menos coisas, mas saber que tudo o que tenho é fresco e caseiro”; explica à NiT.

Há ano e meio que está a viver com o namorado, Stephane da Costa, 33 anos, em Portugal. Mudaram-se de Paris com o sonho de abrir um espaço de pastelaria francesa por cá. Em julho, conseguiram isso mesmo. No novo L’Atelier Gourmet, em Loulé, são raros os dias em que ficam croissants e outros doces por vender.

O espaço é grande, conta com uma zona de produção onde o casal passa grande parte do dia, algumas zonas de estar e um pátio escondido. Ao todo, tem capacidade para receber 30 clientes mas o take-away tem sido o mais procurado nestas poucas semanas de atividade.

“Se tivermos de voltar a um confinamento não será problema, porque a grande maioria só tem passado por cá e levado os produtos.”

Liliana nasceu em Portugal, mas foi com os pais muito pequena para França. Já Stephane é filho de portugueses que já viviam no país.

A área da restauração não é algo novo para o casal. Stephane tinha um restaurante de cozinha portuguesa e Liliana acabou por tirar um curso de pastelaria francesa. A mudança para Portugal foi pensada durante algum tempo. Lisboa foi a primeira cidade que falaram, mas acabaram por se fixar em Loulé.

“Achámos que Lisboa era muito parecida com Paris. Gostámos de Loulé por ser algo mais típico. Viemos à procura de qualidade de vida, de sol e bom tempo, algo que não tínhamos em França.”

Apesar de estarem longe de França, é de lá que chega um dos produtos fundamentais para a produção que fazem diariamente no L’Atelier Gourmet: a manteiga. Também as barras de chocolate são importadas, tudo para que os produtos finais sejam o mais fiéis possível à receita original. Ainda chegaram a fazer testes com outros ingredientes que encontraram em Portugal, mas o resultado não era a mesma coisa.

A partir da massa folhada caseira fazem todos os dias croissants (1€) e pain au chocolat (1,20€). São dois dos artigos mais populares, assim como as tarteletes. Todos os dias fazem sugestões diferentes e com produtos locais.

“As frutas vamos comprar aqui ao mercado da cidade.” No dia em que a NiT visitou o espaço, usaram morango, frutos vermelhos, chocolate e banana e caramelo para compor as tarteletes do L’Atelier Gourmet.

Também há quem já os tenha procurado para fazer doces e bolos por encomenda para festas e aniversários — sempre caseiros e com um toque de pastelaria francesa. 

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo L’Atelier Gourmet.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Almeida Garrett, 8, Loulé
    8100-535 Loulé
  • HORÁRIO
  • Das: 08:30
  • Às: 18:30
  • Fecha segunda e domingo.
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Pastelaria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT