cafés e bares

O novo café de Lisboa tem os melhores croissants recheados do norte

Há versões com Oreo, Nutella, Snickers, doce de ovo, Kinder Bueno ou chocolate. Este é o primeiro espaço da Mixpão na cidade.
É o primeiro espaço da marca em Lisboa.

Por norma, é sempre às terças-feiras que a Mixpão abre as suas novas lojas. Não é uma superstição, é mesmo uma questão de estratégia da marca. “O objetivo é criar ritmo para o resto dos dias, até ao fim de semana. Nos primeiros dias vendemos em média dois mil croissants”, explica à Jorge Baptista, o responsável pela marca que criou com o pai, João Baptista, há 15 anos, em Matosinhos. A abertura da primeira loja em Lisboa, na Praça da Alegria, teve de ser adiada para uma quinta-feira, 14 de outubro, mas não se preocupe que já pode passar lá e pedir os croissants com o recheio que quiser.

Por dia, são entre 10 a 12 as sugestões que ali vai encontrar. Há versões com Oreo, Nutella, Snickers, doce de ovo, Kinder Bueno, chocolate branco, café, pastel de nata, Ferrero Rocher, queijo e goiabada ou frutos vermelhos. A receita mais simples também faz parte da oferta, que pode ser servida misto, com queijo ou fiambre. Cada croissant custa no mínimo 1€.

Ainda assim, existem mais de 20 recheios, que vão variando ao longo do dia. E até podem ser criadas versões temáticas, como é o caso do croissant especial que está a chegar para o Halloween. Não há uma hora específica para saírem do forno. “Preferimos fazer mais fornadas e com menos croissants, tudo para mantermos a qualidade do produto.”

Os tabuleiros têm sempre oito croissants. São feitos com todos os recheios no interior na zona de produção em Matosinhos, onde foi aberta a primeira loja em 2005. Depois são congelados e em em cada loja seguem o processo de descongelamento, que passa também por uma estufa fria. Mais tarde entram no forno, onde ficam por apenas seis minutos.

Na produção em Matosinhos trabalham cinco pasteleiros que fazem uma média de 40 mil croissants que são distribuídos para as várias lojas do grupo, 15 no total. Cinco são próprias e as outras 10 em regime de franchise.

Em Lisboa, é o responsável pelo restaurante A Gina, Rui Gonçalves, que irá abrir outros quatro espaços na cidade: em Alvalade e no Saldanha em 2021; e em Campo de Ourique e no Oriente em 2022. “Queríamos fazer uma expansão para Lisboa, mas precisávamos de um sócio com experiência na área, como o Rui [Gonçalves].”

O café fica na Praça da Alegria.

O novo espaço da Mixpão em Lisboa, na Praça da Alegria, fica no lugar onde estava a Hamburgueria A Gina. Os hambúrgueres vão manter-se como opção do menu, já que o objetivo é dar mais sugestões além dos croissants.

“Os croissants são o forte, mas não nos assumimos apenas como uma croissanteria. Somos também pastelaria e temos várias opções para o almoço.” Há ainda baguetes, saladas, pregos, cachorros ou sopas.

Meia hora antes de fecharem, têm uma happy hour. Os croissants, os lanches e os jesuítas ficam a 0,70€; e os artigos de pastelaria a 0,50 cêntimos, apenas para take-away.

Outros dos produtos chave, que também chegam do norte, são os lanches. Existem vários recheios, como queijo, fiambre, pimento, cebola, tomate, frango e orégãos; o de chouriço e ketchup; ou o de salsicha, mostarda e azeitona. Tal como os croissants, os jesuítas levam recheios que vão do ovo e canela, ao chocolate, Oreo, Ferrero Rocher e frutos vermelhos.

O plano de expansão da marca já está traçado para os próximos anos. Prepare-se: está a chegar uma enchente de croissants ao País. Só este ano abrem mais cinco: Paredes, 3 de novembro; Braga, 8 de dezembro; Odivelas/ Pontinha, 24 de novembro; e baixa do Porto, 15 de dezembro.

Já para 2021 estão previstas mais 18 lojas, incluíndo uma zona de produção em Lisboa; e para 2022, outras 13. O foco nos últimos tempos tem sido a zona norte, mas para o ano abrem quatro cafés no Algarve, que fazem parte dos planos para 2021.

O projeto de expansão é algo recente na marca, tem pouco mais de um ano. À Mixpão juntou-se há dois anos um grupo de investimento brasileiro, liderado por Roberto Almeida. Jorge Baptista manteve-se no negócio, mas o pai acabou por sair. Foi Jorge que deu a ideia de começar este mega franchise nacional.

Há vida além dos croissants.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Praça da Alegria, Lisboa
    1250-004 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 08:00
  • Às: 19:30
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Café

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT