Cafés e Bares

Os 3 cariocas “de gema” que abriram uma padaria tradicional na Bica

Usam farinha portuguesa com mais de 300 anos de história para fazerem pães sem aditivos, com excepção da mestria brasileira.
Helena, André e Lilia.

Nas (muito) antigas anedotas dos emigrantes lusitanos contadas no Rio de Janeiro, o português era sempre o padeiro. Tal acontecia porque esta área de negócio era então dominada por quem ia de cá para lá. Numa ironia que é também sinal dos tempos, há agora brasileiros a abrir padarias em Lisboa. Só que os pães são premium e andam de bicicleta.

A Bike Bakery Lisboa é um projeto lançado na Bica a 3 de setembro, nascido do encontro de três cariocas com mais-valias que se complementavam. Lilia Fortuna tinha uma ideia e o sonho de pô-la em andamento, Luiz André Alvim a experiência nas panificadoras e Helena Stewart o imóvel ideal para o negócio. A conversa foi boa, as contas fáceis de fazer e a sintonia perfeita tornou o projeto uma realidade.

“Sempre sonhei em ter uma loja de flores com produtos de cafeteria e quando me mudei para Lisboa esse sonho tornou-se mais viável de concretizar”, explica à NiT Lilia, gestora de 51 anos e mais de 20 dedicados à restauração. “Conheci o André, 50, e a Helena, 47, e entendemos que podíamos abrir a padaria juntos.”

Os três amigos chegaram em alturas diferentes, mas com o mesmo objetivo: mais qualidade de vida, menos insegurança. “Cheguei em novembro de 2016, a Helena em junho de 2018 e o André veio para Lisboa em janeiro de 2020, com a mulher e a filha. Ele já tinha a ideia de abrir uma padaria, pois no Brasil trabalhava nisso. Só que com ele chegou a pandemia e as coisas atrasaram-se.”

O interregno forçado teria o seu fim, possibilitando o avanço da ideia de Lilia, já alicerçada no projeto de André, como ele conta à NiT. “Eu tinha uma estrutura montada no Rio de Janeiro onde fazia pães e entregava por bicicleta, daí o nome Bike Bakery. Por isso, também planeamos fazer entregas dessa forma, em zonas pré-definidas da capital.”

O espaço do empreendimento pode ser reduzido (apenas 33 metros quadrados), mas as expetativas são grandes. “Uma loja pequena especializada em pães, charmosa e aconchegante no coração da Bica – onde as pessoas podem pegar as delícias e tanto comer na rua como levar para casa.”

Quanto ao conceito, é cristalino. “Somos uma padaria artesanal onde criamos segundo as estações do ano. Juntamos tradição e ingredientes portugueses. Tudo é feito 100 por cento com fermentação natural de massa-mãe, sem qualquer aditivo.”

Os produtos levam entre 24 a 72 horas para ficarem prontos, com um fornecedor com muita história. “A padaria usa apenas farinha portuguesa de moleiro moída na pedra, produzida pela família Paulino Horta, de Alenquer, com mais de 300 anos de tradição em moagem. Praticamente tudo o que é usado na Bike Bakery é feito aqui ou vem de pequenos produtores locais.”

Há ainda uma atenção à maneira como se trabalha o glúten. “Através da ação de enzimas e com a ajuda de álcool e ácidos produzidos pela fermentação, o glúten é degradado até se tornar extremamente digerível. As enzimas também são responsáveis por quebrar o ácido fítico ou fitatos (que são anti-nutrientes), disponibilizando mais micronutrientes no produto final.”

Aspetos técnicos à parte, quão deliciosos são os produtos disponíveis? Claro que os sócios dizem que são todos uma maravilha, mas há destaques na oferta. Por exemplo, o cinnamon roll com caramelo de cumaru (2,50€), o pão com sementes e amêndoas (3,80€), a focaccia com gorgonzola (4,80€), o sourdough com queijo da ilha (4,20€) e pão de queijo, com mistura de Grana Padano, queijo da ilha e mozzarella (1,80€).

Falta só saber se os sócios vestem a camisola do seu conceito e usam a bicicleta como meio de transporte para irem trabalhar. A resposta não dá ao pedal: moram os três no prédio onde fica a padaria.

Carregue na galeria para ver o que pode levar consigo quando passar pela Bike Bakery Lisboa.

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua dos Cordoeiros 14
    1200-057 Lisboa
  • HORÁRIO
  • 10 às 18h (encerra domingo e segunda)
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Padaria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT