Cafés e Bares

Philippe Starck: “Os portugueses são a última espécie no mundo com amor e bondade”

O designer desafiou a gravidade com a nova máquina DeltaQ, Rise, e revelou, entre elogios, o que realmente o trouxe a Portugal.
Criou uma máquina que serve café ao contrário.

“Para mim, a vida sem gravidade é como um espetáculo de aberrações. Porquê respeitá-la, se não o somos obrigados?”, foi com esta pergunta que Philippe Starck aceitou o convite para criar uma nova forma de servir café. Foi pelas pessoas que ficou, mas foram as leis da física que quis, com toda a dedicação, derrubar. Philippe Starck, 73 anos, vive em Portugal há dez, mas foi apenas há quatro que lhe propuseram o maior desafio da sua vida: o de “inverter a gravidade”.

Foi graças ao “amor, ternura, bondade, honestidade e trabalho” refletido na “última espécie humana a manter estes valores” que o designer e arquiteto francês criou um produto que permitisse aos portugueses ver o mundo ao contrário e que testasse os limites para saborear o café.

Com obras espalhadas em todo o mundo, quer nas fachadas de edifícios que desenhou, quer nos diversos utensílios para casa que criou, como o famoso espremedor de citrinos, a DeltaQ não pensou duas vezes na escolha para o designer da máquina que veio revolucionar a forma como o café é servido. Rise permite que o café seja tirado de baixo para cima. Sim, leu bem. Basta pousar a chávena e clicar num botão que rapidamente a cremosidade, sabor e aroma do café subirão por ela acima.

Disponível nas cores branca, preta e terracotta, a máquina é compatível com todas as cápsulas DeltaQ e permite selecionar até três níveis de bebida, para não haver discussão entre amantes de expressos e americanos. Além disso, permite que não tenha que limpar constantemente as gotas de café que de quando em vez escorrem pela máquina.

E porque o café também é um momento de convívio, foi a pensar nos amigos que aceitou imediatamente o convite que iria melhorar as conversas ao serão: “Fiquei muito feliz quando a Delta me convidou. Pude trabalhar com os meus amigos e família, ainda por cima num produto revolucionário”, conta à NiT.

O génio criativo ficou radiante quando recebeu a chamada de Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta. E, apesar de o designer dizer que “Portugal é a sua casa”, o neto do fundador da empresa, o Comendador Rui Nabeiro, distinguido com o prémio de mérito e excelência na cerimónia dos Globos de Ouro, que aconteceu este domingo, dia 2 de outubro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, confessa que o ia buscar a qualquer canto do mundo para criar a Rise: “Quando desenvolvemos esta tecnologia, pensámos ‘quem é a pessoa certa para desenhar uma máquina completamente revolucionária?’. O melhor do mundo, que é o Philippe Starck”.

Rui Miguel Nabeiro não deixou de referir a máquina como “um ponto de viragem” na marca. À NiT, partilhou como a inovação e a revolução, que acompanham a Delta ao longo dos seus 60 anos de existência, “vão claramente elevar para um patamar” onde não estava.

A máquina estará disponível em breve na loja física e online da DeltaQ, cumprindo com o lema de Philippe Starck: “Eu não só sonho, como concretizo”.

As celebridades também quiseram ir além dos limites

Cristina Ferreira, Luís Borges, Filomena Cautela e muitos outros não faltaram para testar a gravidade, ao experimentar o saboroso café tirado na Rise. No evento que decorreu esta terça feira, dia 4 de outubro, no “La Distillerie”, um espaço dedicado a eventos em Lisboa, foram várias as celebridades que se juntaram para testemunhar a inovação.

Todos se reuniram próximos da mesa com as três máquinas da DeltaQ, e a admiração inundou a cara de Vanessa Martins, Pedro Teixeira e de toda a sala assim que Philippe Starck tirou o primeiro café revolucionário.

Quem também não faltou para dar uma palavra amiga e para tirar o seu próprio café à prova de gravidade foi Dino D’Santiago, premiado com o Globo de Ouro de “Melhor Intérprete”. “O Artista que revolucionou o design de produto com a sua mente criativa e inovadora ofereceu-me a sua mais recente criação, que me fará olhar para o café com pura poesia visual”, escreveu o cantor nas redes sociais.

Carregue na galeria para ver os rostos que marcaram presença no dia em que a gravidade foi testada e Philippe Starck pode exibir a sua nova criação.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT