Cafés e Bares

Sasha trocou Moscovo por Lisboa e abriu um spot com café de especialidade no Saldanha

O russo quer mostrar aos portugueses que alguns dos melhores grãos e folhas de chá são produzidas por cá.
Camila e Luiz, os funcionários que atendem os clientes do Acento.

O Acento tem uma missão: dar a conhecer o melhor café português aos lisboetas. Shasha Zalessky é natural de Moscovo e veio com a família e os amigos para Portugal, após o início da invasão da Rússia à Ucrânia em fevereiro de 2022. Inseguro e infeliz com que o estava acontecer, aproveitou que alguns amigos organizavam-se para emigrar e conversou com a mulher para fazer o mesmo. O russo de 37 anos acabou por trocar a cidade natal pela capital portuguesa.

Podia ter escolhido outra parte qualquer do mundo, no entanto, alguns amigos tinha estado em Lisboa meses antes e só tinham “coisas boas a dizer”. Sasha não perdeu tempo e mudou-se para a capital. Assim que chegou começou a procurar espaços para dar continuidade ao negócio que tinha em Moscovo, de cafés e chás —“outra das bebidas mais consumidas no país”.

O clima e as “boas bicas” seduziram-no ao ponto de fazer do nosso País a sua casa. Porém, havia um detalhe que o incomodava. “Há várias torrefações de café por cá, incluindo as baseadas em Lisboa e arredores, mas muitas cafetarias usam grãos torrados no estrangeiro”, conta à NiT.

Indignado por estarmos a desperdiçar o que “de melhor se faz cá”, decidiu investir e abrir o Acento, uma coffeehouse que vende apenas bebidas com grãos torrados em fábricas portuguesas.

Os amigos Daria Bekasova e Anton Krasilnikov decidiram juntar-se a ele nesta aventura. “Ambos têm um background de excelência ligado a esta área.” Daria trabalha há mais de uma década como barista e Anton formou-se na Le Cordon Bleu, em Londres e está à vontade com a gestão de empresas, visto que é dono de uma agência de viagens e de um restaurante.

O nome do espaço, Acento, foi escolhido numa homenagem à forma como os portugueses acentuam as palavras, completamente diferente da que Sasha estava habituado a ouvir. “Também descobri que algumas das melhores produções de chá são feitas nos Açores, mas acabei por descobrir que no Porto também existem algumas, então decidi juntar duas das bebidas mais adoradas do mundo”, acrescenta o empreendedor.

O objetivo final é só um: “Mostrar aos portugueses que têm dos melhores cafés e chás do mundo”. Sasha usou todo o know how adquirido nos últimos 10 anos a trabalhar na área, primeiro como barista e depois como proprietário de uma coffeehouse. Assim que encontrou o espaço ideal numa das artérias mais movimentadas de Lisboa, não perdeu tempo.

“Vinha pronto para investir, por isso, quando encontrei este spot no Saldanha, nem hesitei.” O Acento esteve em soft opening deste agosto de 2023 e em janeiro deste ano passou a funcionar em pleno. Durante os primeiros meses Sasha quis perceber quais os horários que funcionavam melhor para os portugueses e afinar todos os detalhes para tonar o espaço “naquilo que sempre sonhou”.

O conceito do Acento assemelha-se a um grab and go, onde pode comprar um latte ou capuccino para beber a caminho do trabalho, por exemplo. O espaço, projetado pelo gabinete de arquitetura XY, tem apenas 33 metros quadrados e tem um pequeno balcão onde pode adocicar o café na medida que desejar e depois seguir viagem.

E variedade não falta. A lista, exposta por cima do balcão para que todos possam ver, começa no simples expreso (1,50€) e no garoto que ali se chama Cortado (2,60). Mas não faltam os matcha latte (4,50€), o vanilla coffee (5€), capuccino (3€) ou coffee lemonade (4€), uma limonada com grãos de café. “Parece estranho, mas tem sido muito bem recebida”, sublinha. Para quem preferir chá pode sempre escolher entre o Nosso Chá (5€), Pipa Chá (5€) ou o Tisana Dancing (5€).

Como a maioria dos portugueses lhe perguntavam se não tinha doces ou tostas para acompanhar o café e o chá, Sasha acabou por fazer uma parceria com a Padaria do Beco para ter produtos frescos diariamente. “Há sempre pão para fazermos algumas tostas. As que levam peru e queijo cheddar, por exemplo, são um sucesso.” Custam 7€.

Caso saia do trabalho, sem tempo para passar no supermercado para escolher um vinho para um jantar de amigos, o Acento está preparado para o “salvar”. Sasha incluiu alguns vinhos naturais, também produzidos em Portugal, na oferta. O Ciclo de Estrelas (23€) ou o Monociclo (16€) são apenas dois exemplos.

O Acento está aberto de segunda a sexta das oito às 17 horas. Aos sábados abre uma hora mais tarde e aos domingos funciona apenas até às 14 horas.

Carregue na galeria para ver mais imagens do novo spot lisboeta, que quer oferecer o melhor café que se faz em Portugal.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. Casal Ribeiro 53A
    1000-091 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Segunda a sexta das 8h às 17h
  • Sábado das 9h às 17h
  • Domingo das 9h às 14h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Café

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT