Cafés e Bares

The Monarch: o novo reino dos cocktails de assinatura e porte aristocrático

Monarquia serviu de inspiração ao espaço no Cais do Sodré, em Lisboa. Destaca-se pelas bebidas com ingredientes exóticos.
Chengdu milk punch.

Inspirado no classicismo das monarquias, o novo bar na rua da Boavista marca a diferença até nos objetos mais insuspeitos. Como aconteceu quando foi assaltado ainda em fase de obras de renovação. “No hall da casa de banho existe um cofre na parede que hoje em dia serve de toalheiro, mas que na altura foi armazém de torneiras, porta-rolos de papel e de dois piaçabas dourados”, relata à NiT José Maria Robertson, bartender de 37 anos que lidera o The Monarch.

“O assaltante viu o El Dorado nessas duas peças, que acabaram por ser os únicos objetos furtados.” Um prejuízo curto, mas definidor da força de um conceito com sangue azul – haverá algo mais nobre do que o bar onde até os piaçabas são alvo de cobiça?

“A ideia surgiu dos meus sócios Francisco Machado da Silva e Diogo Pereira Coutinho.” Decidiram aproveitar o restaurante que existia por baixo da sua guest house, a Casa do Mercado, e desafiaram-no. “O Francisco sondou-me para saber se estava disponível para regressar a Lisboa, para montar e gerir este projeto.”

Robertson foi chefe de bar do Cinco Lounge no Príncipe Real, passou pelo The Royal Cocktail Club, no Porto, e agora vive com entusiasmo o novo espaço. “Esta dinastia começou o seu reinado a 16 de maio.” O período em modo soft opening prolongou-se por alguns meses, até ao atual funcionamento em pleno.

Na sala nota-se bem a remodelação recente e os acabamentos modernos. No entanto, a decoração não foge ao ambiente clássico que se espera de um conceito tão majestoso. Não se vê Felipe VI e Carlos III a trocarem anedotas a um canto (ainda), mas o cliente sente que o espaço vai elevá-lo. Pelo menos para coroar-lhe a autoestima.

No meio desta ideia, reside a proximidade típica de um bar. Afinal, isto não é um clube elitista e bafiento, com frequentadores cuja média de idades ultrapassa a esperança de vida dos suecos.

“The Monarch é um bar de pessoas para pessoas. O que nos distingue dos outros, além da identidade dos cocktails, é principalmente o nosso serviço, baseado na construção de relações com os nossos convidados.”

Brindemos a isso, servidos pela inspiração de três especialistas. “Os nossos cocktails são criados por mim e pelos meus colegas, Daniel Zamith, de 34 anos, e Yasmin Ramos, de 22.” Os sócios Francisco e Diogo intervêm depois na degustação das criações – sortudos –, opinando sobre os resultados.

Com tanta antecipação, a expetativa para conhecer as propostas fica alta. Robertson garante que não haverá desilusões, nomeando já dois favoritos dos clientes. “A nossa carta é composta principalmente por cocktails de assinatura, sendo os mais requisitados o Romeu e Julieta e o Holly Wood.”

Os profissionais experientes do The Monarch estão preparados para fazerem qualquer cocktail clássico, naturalmente. As novas escolhas, porém, têm o brilho da exclusividade. Tem dez joias para provar, das quais lhe damos alguns exemplos, a começar nos dois bestsellers.

Holly Wood mistura notas tropicais do Sudeste Asiático, com rum Havana de sete anos, cordial de pandan e soda
de folha de figueira, fumados com pau santo (12€).

Romeu e Julieta tem desta vez um final feliz, com o doce aroma da goiaba e o salgado de uma delicada espuma de queijo mascarpone e crème fraîche, além de notas picantes de pimenta-verde infundida em gin Sharish (13€).

Strawberrying my
 Pain with his Fingers convoca o silvestre dos morangos com 
o exótico do ruibarbo infundido em Ketel One Vodka, alongado com soda de estragão (13€).

Full Vardier junta Bullleit Rye Whisky com a robustez do fumo turfado do Laphroig
 10 anos, adocicados pelo Vermouth La Quintinye Royal Rouge e equilibrados com Campari. Todos infundidos com sésamo preto tostado e fat washed com manteiga de cacau (14€).

Peaches on the Moon é uma infusão aromática de fava tonka em Johnnie Walker Black Label, xarope de baunilha e cordial de pêssego, finalizados com soda de cevada tostada (13€).

Falta agora experimentá-los para saber se as descrições estão à altura da promessa, mas os responsáveis garantem compromisso absoluto com o conteúdo. “Para provar que o craft é majestoso, no The Monarch é a elegância dos sabores que impera e não as acrobacias.”

A seguir, carregue na galeria para ver os cocktails do novo bar lisboeta inspirado na monarquia.

 

 

ver galeria

Áudio deste artigo

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Boavista 10
    1200-066 Lisboa
  • HORÁRIO
  • 19 à 1h30 (terça a sábado)
  • 19 à 1h (domingo e segunda)
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Bar

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT