Restaurantes

Gazil. O novo jardim algarvio onde se provam as especialidades da avó Maria

O restaurante ocupa o espaço do antigo The Hive que encerrou no passado dia 10 de junho.
Tem um jardim onde fica a esplanada.

Gazil, no vocabulário algarvio, significa elegante e airoso, dois adjetivos que o David Inácio pretende trazer para o novo restaurante em Almancil que irá substituir o The Hive, fechado desde 10 de junho.

O espaço, inaugurado em 2022, era um dos mais populares entre quem gostava de jantar num ambiente tranquilo no sul do País. No entanto, quando o chef de 36 anos foi convidado para liderar a cozinha, em fevereiro deste ano, percebeu que o restaurante precisava de um novo rumo.

“A comida era excelente e o espaço também, mas precisava de uma proposta. Não havia nada definido, servíamos um pouco de tudo”, explica à NiT. Com a chegada do verão, decidiram encerrar o The Hive para dar lugar ao Gazil.

A remodelação está prestes a terminar e o chef já está a ultimar os preparativos. O jovem natural da Quarteira quer servir o “melhor do mar e da ria”, o que significa que estará “muito dependente do que houver no mercado da cidade”. Uma coisa é certa: será tudo fresco e apresentado com o seu cunho pessoal.

“Apostamos no caseiro. Queremos recuperar receitas regionais do Algarve, especialmente as que aprendi com a minha avó Maria, que me ensinou a cozinhar. Estamos a fazer um trabalho incrível, a várias mãos, com a colaboração de toda a equipa. Estamos a tornar o Gazil num espaço tipicamente algarvio, e até trouxemos coisas que pertenciam às nossas avós e do portinho da Quarteira para que os clientes se sintam verdadeiramente em casa”, revela.

Tem um espaço exterior perfeito para o verão.

David Inácio cozinha desde miúdo. Tinha apenas 15 anos quando começou a estudar culinária e pastelaria na Escola de Hotelaria de Faro. Durante a formação integrou as equipas do Tivoli e do Sheraton no Algarve. Mais tarde, rumou a Lisboa para concluir o curso de Gestão Hoteleira. Trabalhou no grupo Ibersol como gestor da Pizza Hut, mas acabou por regressar ao sul para abrir os seus próprios restaurantes, em Quarteira e em Vilamoura.

Com a chegada da pandemia foi obrigado a colocar o sonho em pausa e fechar os espaços. Mas não parou. Passou pelo grupo Vila Galé e depois pela Quinta do Lago como chef principal. Quando ocupava este cargo, num dos mais conceituados hotéis do barlavento algarvio, recebeu o convite para liderar o The Hive. Uns meses mais tarde percebeu que tinha de criar algo novo para aproveitar o espaço incrível do restaurante. “Este local precisava de uma identidade e esse é o objetivo do Gazil”, destaca.

O menu, cheio de expressões locais, inclui o arroz de camarão e lagostim (32€) que David Inácio levou para o The Hive e que irá continuar a servir. O bacalhau com pão que foi “buscar às receitas de família” é uma das apostas que poderá tornar-se num dos pratos mais pedidos. Já o Franguinho Picante Que Dói (19,50€) é a homenagem do chef ao famoso Frango da Guia.

Os 120 lugares estão distribuídos entre o interior e a esplanada, situada no jardim da propriedade. Além da boa comida, outra coisa que nunca faltará, assegura o cozinheiro, é a música — todas as noites haverá um espetáculo ao vivo.

O espaço conta ainda uma zona de bar. A carta de cocktails criada por Margarida Silva privilegia os produtos locais, como a Amarguinha, a laranja do Algarve e os limões da horta que criaram no jardim.

O Gazil abre a 3 de julho, sendo que a inauguração oficial está marcada para dia 12. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT