Gourmet e Vinhos

A marca portuguesa de vinhos que esgotam em dias tem uma nova gama

A Martin Boutique Wines tem uma nova colheita 2160, um fan favorite. Desta vez, a produtora apostou num design minimalista.
É garantido que também esgotarão.

Qualquer português que goste de bom vinho, conhece a irreverente marca Martin Boutique Wines, que costuma apostar num design disruptivo para as garrafas e com opções de luxo a preços acessíveis. A empresa foi criada em 2017, e desde aí que tem produzido várias gamas que costumam esgotar passados poucos dias. Esta segunda-feira, 26 de setembro, lançou duas novidades.

As propostas foram criadas por Pedro Martin no Douro. “É uma região excitante para se trabalhar. É a zona demarcada mais antiga do mundo, e tem tanto de história como de tradicionalismo. Quem ama vinho não resiste ao Douro”, explica à NiT o sommelier de 43 anos.

A nova gama chama-se 2160. Este nome não foi escolhido sem qualquer razão. “A altitude 2160 é onde nasce a Serra de Urbión”, explica Martin. Esta serra é como se fosse a “mãe” das vinhas do Douro. As uvas utilizadas foram cultivadas em grande altitude, o que lhes confere “frescura”. A acidez é outro dos destaques dos vinhos.

As uvas vieram de subregiões do Douro, mais especificamente do Douro Superior, Cima Corgo e Baixo Corgo. “São 100 por cento durienses”.

Isto é, contudo, uma ligeira alteração àquilo que a Martin Boutique Wines normalmente faz. “Não é bem o nosso habitat, porque as nossas vinhas são nas Beiras, Bairradas e Dão.”

Em 2019, experimentou aventurar-se para aquela região pela primeira vez e foi recompensado. A gama que lançou naquela altura rapidamente se tornou num best seller. Desta vez, as novas garrafas surgem com uma imagem mais “clean”. “Sempre cresci a adorar a expressão ‘menos é mais'”.

A verdade é que dificilmente encontraremos aquela imagem num supermercado, algo que atraiu os enófilos para a marca. No rótulo, criado em colaboração com o designer Bernardo Monteiro, vemos apenas o nome da gama e a expressão “Onde Tudo Nasce”, além do tipo de vinho e o ano da colheita — que neste caso é 2019.

Desta vez, Pedro Martin apostou no tinto e branco. Esta primeira proposta é mais densa e tem uma maior potência, tornando-se na opção perfeita para os dias frios de inverno.

“Atualmente, já não existem quatro estações: ou está frio ou está quente”. Tem também notas muito vivas de frutas e de chá preto. Pode harmonizá-lo com pratos como “costeletas ou bochchechas cozinhadas”, mas casa bem com qualquer carne vermelha com gordura, “porque tem uma acidez simpática” que ajuda a balançar os sabores. Já o branco é uma opção mais fresca, e combina idealmente com “qualquer peixe musculado e de profundidade feito no forno com espargos a acompanhar, ou linguado com vegetais, como couve de Bruxelas.”

Cada unidade custa 7,70€. Até ao próximo domingo, 2 de outubro, existem descontos de 20 por cento nas caixas, onde pode comprar seis garrafas mas paga apenas cinco.  Além de estarem disponíveis no site, encontra-os em espaços físicos como a Serra Top Wines (Coimbra), Vinhos da Dona Cândida (Leiria), Amavinhos (Braga) e Wines 9297 (Telheiras).

Carregue na galeria para ver as novas propostas — e outras mais antigas — da Martin Boutique Wines.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT