Gourmet e Vinhos

A nova máquina NESCAFÉ Dolce Gusto NEO traz vários formatos de café com o toque de um só botão

NEO permite tirar expressos, americanos e até café de filtro. Além disso, as cápsulas são 100% compostáveis.
Os portugueses não dispensam o seu café.

Café, bica, expresso ou cimbalino são expressões que qualquer português conhece. Afinal, em média, bebemos 2,5 cafés por dia, sobretudo neste formato curto. Os dados da Marktest de 2020 adiantam ainda que mais de 75 por cento da população bebe todos os dias um café em casa.

Apesar do lado cultural, de convívio e daquela rotina matinal, esta tendência de bebermos um expresso em casa aumentou exponencialmente nos últimos anos. Por isso mesmo, é que tantas famílias estão sempre à procura das melhores novidades na área do café — sem terem de visitar uma coffee shop. E é precisamente por isto que nasceu NESCAFÉ Dolce Gusto NEO.

A nova máquina da marca aposta na tecnologia e sustentabilidade, sem descurar na oferta. Parece impossível, mas a verdade é que esta simples máquina compacta cabe no balcão da cozinha, graças à sua revolucionária Tecnologia SmartBrew™, oferece três métodos de preparação de café e uma personalização precisa para cada receita.

“As coffee shops evoluíram. Além do típico expresso, hoje em dia, os consumidores procuram outras coisas: o americano, o carafe, bebidas com leite. O menu aumentou bastante e é isso que esta máquina vem entregar”, adianta Miguel Abreu, marketing manager da NESCAFÉ Dolce Gusto. 

E não pense que precisa de tirar um curso de barista para aprender a trabalhar com a máquina. É tão simples como carregar num simples botão. As cápsulas NEO são lidas de forma automática assim que as colocamos na máquina. Ou seja, não precisa de definir o método de extração, a quantidade ou a temperatura a que sai — tudo isso está já integrado para que o consumidor possa ter sempre um café perfeito em cada extração. Portanto, tal como dissemos: só precisa de tocar no único botão que existe. 

Por exemplo, no caso do americano, esqueça a ideia de colocar café solúvel numa caneca e juntar-lhe água fervida. Com a máquina NESCAFÉ Dolce Gusto NEO, pode contar com um café americano como se tivesse sido um especialista a tirá-lo, graças à tecnologia top-up da marca que tira primeiro um café expresso e depois lhe vai juntando lentamente mais água.

NESCAFÉ Dolce Gusto NEO tira americanos perfeitos.

Se é uma daquelas pessoas que gostam de gerir as suas preferências ao pormenor, podem até fazê-lo através da app no smartphone. Aí vai poder decidir se quer personalizar a quantidade de água e temperatura da sua bebida. Esta funcionalidade até lhe permite tirar o café quando ainda está deitado na cama, de manhã.

“Não é muito prático se não tiver a cápsula na máquina e a chávena no sítio, mas é possível”, brinca Miguel Abreu, sobre estas funcionalidades que parecem vindas de um filme de ficção científica.

Brincadeiras à parte, a marca mantém a sua preocupação bem séria com o ambiente — esta é a experiência de café mais sustentável de NESCAFÉ Dolce Gusto até à data. Com o compromisso em reduzir a utilização de plásticos virgens num terço até 2025, as novas cápsulas de café NEO são feitas à base de papel. Mas as novidades não ficam por aqui. Os materiais que as compõem tornam-nas aptas para compostagem, tanto em casa como de forma industrial.

Se ainda não aderiu à compostagem em casa, também não faz mal. Apesar de neste momento não existir um fluxo de recolha de biorresíduos em todo o País, esta é uma medida que vai ser obrigatoriamente implementada ainda este ano. Portanto, dentro de alguns meses, já poderá juntar estes resíduos à separação em casa. Serão recolhidos da mesma forma que o resto dos seus resíduos orgânicos.

Porque esta nova proposta tem a sustentabilidade por trás de todas as suas vertentes, também as novas embalagens (material de embalagem primário, secundário e terciário) usam menos 65 por cento de plástico, comparando com as embalagens atuais, reduzindo o peso de plástico utilizado. Com o mesmo objetivo, também a máquina é feita de 50 por cento de plástico reciclado (para as peças que não entram em contacto direto com os alimentos) e 85 por cento do alumínio do seu termobloco é reciclado. Adicionalmente, foi desenhada para ser facilmente desmontada, de modo a facilitar a reparação de algum componente.

A máquina NESCAFÉ Dolce Gusto NEO já está à venda nos locais habituais, com um preço de 149,99€ (PVPR*). Esta novidade está disponível em preto e branco, e cada embalagem de cápsulas (12 unidades) tem o preço recomendado de 3,99€.

Para conhecer melhor a nova máquina, veja a reportagem da NiT no evento de lançamento.

*Os retalhistas são livres de praticar os preços que entenderem.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com NESCAFÉ Dolce Gusto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT