Gourmet e Vinhos

ASAE apreende 450 litros de azeite falsificado à venda nas redes sociais

Dois comerciantes com ligações entre si vendiam embalagens de cinco litros com óleo por 30€.
Uma embalagem de cinco litros custava 30 euros.

O preço do azeite continua subir sem sinais de abrandar e há quem procure opções mais baratas, que, no entanto, têm acabado por sair mais caras. Esta segunda-feira, 13 de maio, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu 450 litros de azeite falsificado destinado à venda nas redes sociais, tendo os suspeitos atividade perto de Lisboa, divulga o “Observador”.

A investigação deu-se no seguimento de uma fiscalização a dois comerciantes com ligações entre si que vendiam ao público óleo alimentar como sendo azeite virgem extra com autenticação de origem protegida. Cada embalagem de cinco litros era vendida a 30 euros, tendo as autoridades apreendido mais de 40 mil euros e centenas de rótulos falsificados, conforme relevado em comunicado. Foram também confiscadas duas viaturas e documentação alusiva à prática criminal.

De acordo com a ASAE, quatro amostras do óleo apreendido foram recolhidas para “análises físico-químicas e sensoriais” no Laboratório de Segurança Alimentar. Os suspeitos foram detidos em flagrante e enfrentam dois processos-crimes por fraude de mercadorias, falsificação de documentos e uso ilegal de identificação geográfica. Encontram-se sujeitos a termo de identidade e residência.

Este não se trata de um caso exclusivo no nosso País. Já no final do ano passado foi de conhecimento público que a falsificação do azeite aumentou em cinco vezes face a anos anteriores. Também a NiT já deu a saber de outros crimes relacionados à prática.

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT