gourmet e vinhos

Cookirup: a nova plataforma que o ajuda a cozinhar uma receita em poucos minutos

O objetivo é criar uma comunidade em que todos os utilizadores deixem sugestões. Em breve será desenvolvida uma aplicação.
As receitas da Cookirup são fáceis de preparar.

A Cookirup é uma (boa) consequência da Covid-19. Na altura em que a pandemia obrigou aos confinamentos, Rui Carvalho, 30 anos, e Raicy Sousa, 31, começaram a pensar no site de receitas que acabaram por lançar um ano mais tarde. O casal teve a ideia ainda em 2020, mas só desde este verão é que a plataforma ficou disponível. O objetivo é criar uma comunidade onde todos os utilizadores possam partilhar pratos, com tudo bem explicado e fotos de cada passo.

“Estávamos mais tempo em casa e começámos aventurarmo-nos na cozinha e a confecionar pratos diferentes. Por vezes, sentíamos grande dificuldade em entender alguns dos modos de preparação e os resultados não eram os esperados. Percebemos que faltava no mercado uma plataforma que funcionasse como um assistente de cozinha que ajudasse a executar as receitas”, explica à NiT Raicy Sousa.

São casados há quatro anos e esta é a primeira vez que juntam os conhecimentos de ambos num projeto conjunto. Rui Carvalho é engenheiro de software há 10 anos e, atualmente, trabalha como software developer. Raicy é nutricionista e sempre esteve ligada ao setor da alimentação.

“Após concebermos a ideia e, como trabalhamos nas áreas de alimentação e software, organizámo-nos e começamos a desenvolver a Cookirup nas nossas horas vagas. O objetivo passa por expandir o número de receitas disponíveis na Internet e mostrar que todos se podem se sair bem a cozinhar.”

A torta de espinafres e bacalhau prepara-se em 35 minutos.

O site está aberto a todos — pelo menos para verem as receitas partilhadas pela comunidade. Quem quiser publicar receitas terá de criar uma conta. Ainda assim, tudo é validado pelos criadores. “Todas as receitas passam por um processo de aprovação. Após a verificação de que todos os requisitos foram cumpridos, ficará visível a todos os utilizadores.”

Uma das principais funcionalidades é mostrar o processo passo a passo, com fotos tiradas pelos próprios utilizadores — tudo para facilitar a vida a quem quer seguir a receita. “Há ainda dicas que o criador pode deixar para facilitar a compreensão e execução, e um cronómetro que pode ser ativado para auxiliar.”

Além das propostas deixadas pela comunidade, a Cookirup inclui ainda sugestões deixadas pelo jovem casal que o criou. A torta de atum e espinafres foi a primeira que ficou disponível. “É uma receita de família e que se encaixava nos padrões que queríamos para o uso do site.”

O projeto ainda tem poucos meses de funcionamento, mas ambição não lhe falta. “A ideia é reunir pessoas apaixonadas pela cozinha e criar uma plataforma colaborativa. Será uma espécie de livro de receitas digital (partilhado e acessível a todos) que reúne as tradicionais receitas de família, novas descobertas e até receitas de alta gastronomia.”

Existem várias categorias de pesquisa: pratos principais, sobremesas, pequeno-almoço, saladas, vegetariana, portuguesa, brasileira ou italiana. Por lá encontra uma forma de cozinhar massa com courgette e linguiça; gnochi de batata no forno; bacalhau com crosta de broa; bolo de cenoura e laranja; açorda de camarão e salmão; fricassé de frango ou pudim de leite.

A torta mousse de chocolate é uma das sugestões da Cookirup.

Todas as publicações têm fotografia; a indicação do grau de dificuldade; o tempo de confeção; o número de porções; os ingredientes necessários; os utensílios de cozinha necessários e a descrição com os vários passos.

O casal quer agora criar melhorar e expandir o site da Cookirup. “A primeira versão da plataforma foi lançada recentemente. Estamos a desenvolver mais conteúdos, a analisar a receção do público e a fazer ajustes com base na experiência dos utilizadores. Temos diversas funcionalidades que iremos disponibilizar, como uma aplicação para smartphone, por exemplo.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT