Gourmet e Vinhos

Descubra a viagem deste café desde o agricultor até à sua chávena

A edição é limitada e é originária do Brasil. Com uma inovação única em Portugal, através do QR code na embalagem, fica a conhecer todo o seu percurso.
Promete revolucionar a indústria.

Além de todos os benefícios do café descobertos ao longo dos últimos anos, as origens de produção deste fruto têm sido cada vez mais pesquisadas. Os consumidores de hoje querem produtos de origem e produção responsáveis, que demonstrem respeito pelos seres humanos e pelo planeta.

A marca Sical®, nascida em Portugal e com 75 anos de história, investe nas melhores origens para ter um café com sabor e aroma únicos. Por isso, decidiu lançar uma inovação única em Portugal: a primeira edição limitada, a Sical® Blockchain, Brasil Single Origin, um café originário do Brasil. 

Esta inovação, assente na tecnologia blockchain, permite que seja efetuado um rastreio do grão do café desde a sua origem até à chávena, de forma que chegue ao consumidor final de forma acessível e transparente. 

Cada embalagem terá um QR code para que, através do telemóvel, seja transportado para uma página onde consegue ter acesso a informações não só sobre a plantação e o agricultor, mas especificamente o local e as datas de quando o café foi plantado.

Além disso, é possível saber quando foi colhido e lavado, quando e para onde foi transportado, e também quando foi torrado e embalado na fábrica Sical do Porto, em Portugal. 

Os fãs da Sical® podem esperar um café composto por um corpo médio e equilibrado, com agradáveis notas torradas e noz. Trata-se de um café 100 por cento certificado pela Rainforest Alliance e 100 por cento assente na tecnologia blockchain IFT (IBM Food Trust), e que corresponde aos elevados padrões de qualidade exigidos pela marca. Sical® é a primeira marca de café em Portugal a trabalhar com este tipo de tecnologia e a permitir que os consumidores tenham acesso de forma totalmente transparente a esta viagem do café, de forma a que fiquem informados e seguros sobre a sua escolha e o produto que estão a consumir.

Com o objetivo de permitir aos amantes de café rastrearem a origem dos seus grãos de café, este projeto tem também a capacidade de permitir a partilha de dados entre os agricultores, de forma a apoiar a tomada de decisões, a capacidade de identificar riscos da cadeia de produção e como consequência a melhoria sustentável de todos os processos de produção e distribuição de café. 

As embalagens podem ser encontradas nos principais retalhistas já a partir de outubro. 

Este artigo foi escrito em parceria com a SICAL.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT