Gourmet e Vinhos

Este cabinet de whisky é simplesmente perfeito — e foi feito por um português

A prestigiada The Balvenie lançou um desafio especial ao artista Vasco Fragoso Mendes: criar o móvel que todos gostariam de ter em casa.
Vasco Fragoso Mendes com a peça terminada.

Quando pedimos uma bebida ou refeição especial, não é apenas o sabor que nos interessa. Na verdade, queremos envolver-nos em todas as texturas e sensações que cada ingrediente nos oferece, sem falar das memórias que muitos nos trazem. Passar daí para criar algo com base numa experiência de aromas já é entrar noutra dimensão. Foi esse o desafio lançado a Vasco Fragoso Mendes pela The Balvenie — o resultado foi um cabinet para whisky que é uma obra-prima.

“São artes diferentes [a do whisky e a da madeira], mas é na execução que a coisa encaixa. Conseguimos casar os valores de ambas”, revela o artista de 30 anos que nos últimos oito se dedica a esta arte tradicional.

Após mais de 40 horas de execução e várias outras a imaginar o que seria lógico criar para uma marca de whisky, o resultado final surgiu quando se dedicou por inteiro à experiência de beber esta receita tão pura.

“Faz-me sentido, não só pela forma como o whisky é feito, mas como eu vejo este whisky. É texturado mas muito mais sensível do que eu pensaria. Tentei colocar na peça aquilo que senti: rugoso por fora, mas suave por dentro. Algo que penso que se vê na peça, com a textura da cortiça no exterior e por dentro mais clean, com a madeira e detalhes do cobre”, reforça o autor.

Casado, pai e jogador de rugby, Vasco não deixou que alguns percalços o impedissem de trabalhar nesta peça. Por mais dolorosos que pudessem ser. “Estou a par dos riscos de trabalhar com as mãos e jogar rugby”. Na verdade, ele construiu a peça com um dedo partido, consequência do desporto que é a sua paixão desde os 15 anos.

Como já tinha contado à NiT, a peça foi sofrendo alterações também à medida que foi ganhando forma. Nem tudo o que é pensado é tão exequível quanto se pensa no início. Mas ninguém se pode queixar deste cabinet de whisky que tem sido usado como cartão de apresentação da marca escocesa. A grande dúvida agora é saber para quem ficará a obra do artista — e isso tem deixado Vasco especialmente “curioso”

“Vai com certeza para um restaurante nosso parceiro. Desta forma damos a possibilidade ao espaço de ter esta peça útil e bonita e também aos clientes a oportunidade de a ver”, revela Rita Maçana, head of fine wines and spirits na PrimeDrinks, distribuidora da The Balvenie em Portugal.

Este desafio ao artista português nasceu no âmbito da estratégia de comunicação internacional da The Balvenie. Em vários países onde distribui o seu produto, a marca realizou uma campanha à volta dos makers — pessoas que concretizam e são as responsáveis pelos sucessos diários da empresa — e da tradição de fazer todos os dias este whisky num processo o mais artesanal possível. Cada equipa pôde criar uma campanha adequada à sua realidade e ao tipo de comunicação que faz localmente, sempre tendo como foco a essência deste whisky.

Este artigo foi escrito em parceria com a The Balvenie.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT