gourmet e vinhos

A família italiana que se mudou para Lisboa e criou um projeto de tiramisù caseiro

A receita da mãe Antonella tem direito a biscoitos acabados de fazer, nada de compra, e a ingredientes escolhidos ao pormenor.
É caseiro e feito todas as semanas.

Desde pequenos que Danny, 20 anos, e Susanna, 33,  se habituaram a comer o tiramisù da mãe, Antonella, 55 anos. Chegou a passar-lhes receita, mas o típico doce nunca fica igual e o mesmo acontece com outros membros da família. “A minha tia Chiara sempre reclamou que apesar de seguir a mesma receita, nunca conseguia fazer tão bem como a irmã. Temos de admitir que ninguém faz tão bem como a nossa mãe faz, ‘come lo fa la mamma’ “, explica Susanna.

Depois de alguns anos separados, Antonella e Danny em Espanha, Susanna em Londres, os três voltam a juntar-se em Lisboa este ano e logo com a ideia de criarem um projeto com este doce de família, o Tiramisusi. Arrancou este verão, já tem tido vários pedidos e comentários bastante positivos.

“Estamos muito contentes. Um tema comum no feedback é que se sente o creme de mascarpone caseiro. É fofo, cremoso e fica leve como uma nuvem. Já começamos a ter clientes habituais, o que é muito bom.”

Para esta boa adesão, a base é um produto de qualidade conseguido com ingredientes escolhidos à risca onde até os biscoitos são caseiros. Nada de usar os já de compra como em versões que é provável que tenha feito em casa ou até provado em restaurantes.

“O maior desafio veio dos biscoitos. Pesquisámos e experimentámos, ou melhor dizendo, a nossa mãe fez, nós provamos, tudo para obter biscoitos que embebem a quantidade certa de café, mantendo a sua estrutura quando cobertos com creme.”

Em Portugal é provável que conheça a sobremesa com palitos de La Reine ou biscoitos de champanhe, mas nesta família a história é outra. “Na nossa família, como em tantas outras italianas, o biscoito escolhido sempre foi o pavesini, uma espécie de biscoito inventado por volta dos anos 1940 e que se tornou muito bem sucedido. No início deste projeto decidimos respeitar a definição de caseiro e também tratar da confeção dos biscoitos, elevando o nosso produto no que diz respeito à matéria-prima e ter total controlo do sabor e da textura.”

Os ingredientes foram escolhidos ao pormenor.

Toda a produção é feita na casa onde vivem em Campo de Ourique. Usam farinhas Paulino Horta, café da Flor da Selva, que é moído minutos antes de o café ser preparado para o tiramisù, cacau orgânico da Serra Leoa, de fornecedores sustentáveis, e um mascarpone que não revelam qual é — é um dos segredos.

“A minha mãe até fez sessões de vídeo com um ‘casaro’, um queijeiro, do sul da Itália para aprender a fazer seu próprio mascarpone e conversámos com alguns fabricantes de queijo locais para ver se podíamos produzir o nosso próprio. Entendemos que nesta fase não era o passo certo em termos do negócio e investimento, mas é algo a que podemos voltar a pensar no futuro. Por enquanto, encontrámos o fornecedor perfeito.”

O tiramisù é vendido em tamanho único numa porção que chega para quatro pessoas ou até seis, se não forem muito gulosas. Custa 23€. As entregas são feitas no centro de Lisboa de quarta-feira a domingo, entre as 17 e as 20 horas. É ainda possível ir levantar o doce à casa de Campo de Ourique. É pelo WhatsApp (936 819 028) que as encomendas são feitas.

No futuro gostavam de ter o doce à venda em mercearias e lojas, mas também em restaurantes e fazer catering para eventos privados. “E porque não, talvez um dia, até a nossa própria loja”, continua Susanna.

Como se percebeu, Antonella é a chef do Tiramisusi. Os filhos tratam do marketing e de toda a logística. Há ainda Mário, um amigo de família que também está a ajudar nas entregas.

Em Espanha, Antonella e o filho Danny geriam um negócio de apartamentos arrendados por curta duração, em Nerja, na província de Málaga. A pandemia da Covid-19 fez com tivessem menos reservas e procurassem outro negócio. Susanna vive em Londres, mas em breve irá mudar-se de vez para Lisboa. É designer gráfica. Danny está ainda a tirar o curso de personal trainer. Tudo isto no meio de colheradas de tiramisù.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT