gourmet e vinhos

Latas de cerveja, refrigerantes e garrafas de água passam a ter taxa até 15 cêntimos

O valor será reposto ao consumidor assim que fizer o retorno nos vários pontos criados para o efeito.

O preço de algumas garrafas e latas em Portugal vai passar a ser acompanhado pelo pagamento de uma taxa que poderá chegar aos 15 cêntimos. A medida só deverá entrar em vigor em 2023, mas dá a possibilidade aos consumidores de reaverem o dinheiro gasto ao depositarem estas embalagens usadas em locais próprios para o efeito.

Segundo o “Jornal de Notícias”, esta medida só será válida para garrafas de água e sumos, latas de refrigerantes, sidras ou cerveja. Ainda houve a hipótese de considerar as embalagens de leite e vinho, mas devido ao mau cheiro que deixariam nas máquinas vão estar por enquanto fora desta taxa.

Em garrafas com menos de um litro, a tara deverá rondar entre os 5 e os 10 cêntimos. Já as embalagens até aos três litros o valor pode chegar aos 15 cêntimos. Os garrafões vão continuar a ter como destino os tradicionais ecopontos.

Estes valores têm por base o estudo sobre o modelo económico deste sistema de depósito a que o jornal teve acesso. A Agência Portuguesa do Ambiente pediu uma avaliação sobre esta medida e considera que em termos práticos não poderá ser aplicada no início do próximo ano, só mesmo no final do primeiro trimestre de 2023.

As embalagens vão ser depositadas em lugares próprios que estarão disponíveis, por exemplo, em supermercados ou em lojas de bebidas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT