Gourmet e Vinhos

Lota de Cascais reabriu ao público totalmente renovada. Agora também vende a particulares

A autarquia investiu cerca de 1.750.000 euros, para melhorar as condições de uma das profissões mais características do concelho.
Já pode visitá-la.

Para uma vila que sempre esteve intimamente ligada ao mar, terra de pescadores e morada de tantos restaurantes dedicados aos sabores que o mar oferece, ver o edifício da Lota de Cascais, construído nos anos 30 do século XX, fechado e sem vida foi, durante vários anos, motivo de tristeza e desconsolo para a comunidade local. Essa é uma realidade que fica, agora, para trás. A Lota de Cascais reabriu oficialmente ao público nesta quarta-feira, 17 de abril, com a venda de peixe fresco, tal como nos tempos áureos. 

Fruto da recuperação e reabilitação do edifício da DocaPesca — que hoje abriga também, no primeiro piso, o restaurante Lota da Esquina, do chef Vitor Sobral — pela Câmara Municipal de Cascais, os serviços da lota são retomados, depois de uma década de portas fechadas. “É o início de uma nova era para a comercialização de pescado no concelho”, refere a autarquia. 

Para os pescadores locais, que durante vários anos tiveram que levar o peixe a lotas mais distantes, esta é uma mudança há muito esperada. A reabertura do espaço contribui também a revitalização do comércio local, promovendo a oportunidade do público ter acesso a uma seleção diversificada de peixe fresco, diretamente saído da costa cascalense.

Tudo isto porque — uma das grandes novidades do espaço —, a partir de agora, a Lota de Cascais passa a poder vender a particulares, quando antes se destinava apenas a restaurantes e profissionais. “Temos aqui condições para que o público em geral também possa vir aqui comprar o seu pescado, ou, se não quiser vir aqui, que possa pelo menos ir aos restaurantes, saber que pode apreciar o peixe de Cascais da melhor forma,” salientou Sérgio Faias, presidente do Conselho de Administração da DocaPesca.

Para a Câmara Municipal de Cascais: “esta intervenção vem trazer uma nova vida à Baía de Cascais, apoiando os pescadores que podem agora realizar uma primeira venda logo na vila, e também os munícipes e visitantes que vão passar a encontrar peixe e marisco do nosso mar nos restaurantes do concelho com maior facilidade”.

Sardinha, linguado rosa, gamba de Cascais, pescada, tamboril, polvo, peixe galo, pargo e robalo, são alguns dos peixes e mariscos que vai poder encontrar no espaço. Para facilitar o processo de compra, os interessados devem realizar um registo de interesse na plataforma da DocaPesca.

Já no final de 2023, a autarquia revelou que a nova Lota de Cascais teria “todas as condições necessárias” de segurança e higiene alimentar obrigatórias, para a venda do pescado. Além disso, foram adquiridos novos equipamentos como uma máquina de gelo com capacidade de produção de uma tonelada por dia, uma cuba de armazenamento com 950 quilos de capacidade, uma câmara frigorífico, uma balança de pesagem, zonas de colocação de caixas em espera e de venda e zona de lavagem e armazenamento de caixas limpas.

A renovação da lota insere-se num plano de apoio à pesca, pela Câmara Municipal de Cascais, que investiu mais de um milhão de euros no projeto. Além da requalificação do espaço, o pontão dos pescadores tem uma nova grua e operadores formados com o apoio da autarquia. A mesma garante que este equipamento vai permitir aos pescadores o transporte de cargas maiores para terra.

“Nunca os pescadores de Cascais tiveram tantas e tão boas condições, que as merecem, como têm neste momento. Fizemos um investimento de 1.750.000 euros essencialmente em três situações distintas: uma no novo Cais de Aprestos, com todas as condições funcionais para os pescadores de Cascais, mas também com a grua, visto que a antiga já estava muito velhinha e avariava-se com muita frequência. Esta tem uma capacidade a nível de suporte de peso que a outra não tinha. E depois a grande intervenção que foi feita na Doca Pesca”, recorda Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais.

As portas da Lota de Cascais estão abertas às terças e sextas-feiras, a partir das 15 horas, onde o peixe, pescado localmente, pode agora ser adquirido através de licitações profissionais, público em geral e restaurantes, chegando também a escolas e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) através de uma ordem de compra da Câmara Municipal de Cascais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT