Gourmet e Vinhos

McDonald’s vai tirar o sorriso amarelo da mítica caixa do Happy Meal

Quatro décadas depois da invenção, a cadeia vai atualizar o design da famosa lancheira para ajudar os miúdos com a saúde mental.
É o fim de uma era.

É o fim de uma era. A caixa do Happy Meal vai o perder mítico sorriso. O design foi atualizado para introduzir um novo conceito aos mais novos: nem sempre estamos felizes — e isso não é um problema.

A ideia do Happy Meal nasceu durante a década de 1970, na Guatemala, para ajudar as mães a escolherem uma refeição prática e saborosa para os mais novos. O menu incluía um hambúrguer mais simples e uma dose mais pequena de batatas fritas. Como se tornou um fenómeno, a sede de Chicago pediu a Bob Bernstein, conhecido por reinventar produtos infantis, para criar uma caixa diferente que destacasse a nova proposta.

A caixa vermelha de cartão, com o formato de uma lancheira vermelha e um grande sorriso desenhado com os arcos dourados do logótipo da marca, surgiu em 1977. Incluía um hambúrguer, batatas fritas, um pacote de bolachas, uma bebida e um presente surpresa. As refeições em família na cadeia de fast food nunca mais foram iguais.

Em alternativa ao grande sorriso amarelo, haverá uma folha com autocolantes que representam os vários estados de espírito. O objetivo é incentivar os miúdos a expressarem o que sentem no momento. Será ainda disponibilizado um código QR com recursos para os pais sobre o bem-estar emocional dos mais novos.

A iniciativa arrancou esta semana no Reino Unido e, se for bem sucedida, poderá estender-se ao resto da Europa. Segundo vários estudos, quase metade dos miúdos sentem-te pressionados a estar sempre feliz e o objetivo é contrariar essa ideia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT