Gourmet e Vinhos

Mundial celebra-se sem álcool: a família real não quer cerveja nos estádios do Catar

As autoridades do País ainda não se pronunciaram oficialmente sobre a solicitação que terá partido do círculo familiar do emir.

Para muitos, cerveja e futebol são conceitos indissociáveis. Contudo, a separação entre ambos vai acontecer no Mundial do Catar — a bebida não irá ser consumida nas bancadas pelos adeptos das várias seleções nacionais. Segundo o “The New York Times”, que cita uma fonte ligada ao evento, a venda de cerveja nos estádios será proibida, na sequência de um pedido da família real. As autoridades do País, contudo, ainda não se pronunciaram oficialmente sobre a solicitação que terá partido do círculo familiar do xeque Tamim bin Hamad al-Thani, emir do Catar.

Tendo em conta que a Budweiser, uma popular marca de cerveja, é uma das principais patrocinadoras da competição, resultado de um acordo que ronda os 75 milhões de euros, a decisão poderá criar um problema financeiro à organização. A empresa norte-americana poderá exigir uma indemnização milionária.

“Os portadores de bilhetes terão acesso aos produtos Budweiser, Budweiser Zero e Coca-Cola dentro do perímetro do estádio”, pelo menos, durante três horas antes dos jogos e uma hora depois, adiantou a mesma fonte. Nos camarotes reservados aos dirigentes da FIFA e outros convidados, a bebida estará, contudo, disponível.

Dentro do perímetro dos recintos desportivos, as tendas vermelhas e as arcas frigoríficas vermelhas da Budwiser deverão ser substituídas por tendas brancas e arcas azuis, com as primeiras a perderem qualquer alusão à marca e as segundas a remeter para a Budweiser Zero, alternativa sem álcool.

Vale notar que, no Catar, um país muçulmano e conservador, o consumo de álcool é bastante restrito, pelo que a bebida apenas pode ser consumida em alguns hotéis da capital, Doha. Apesar do aliviar das restrições no decorrer da prova maior do futebol, o álcool continua a não ser vendido em supermercados. Os preços praticados também não são os mais convidativos, com o litro de cerveja a poder chegar aos 13€.

A eventual proibição de consumo de cerveja nos estádios é apenas mais uma das polémicas em torno deste Mundial. Vários músicos, de Dua Lipa a Rod Stewart e Shakira, já recusaram atuar no decorrer do evento devido ao desrespeito do país por direitos humanos fundamentais.

Leia ainda sobre a nova cerveja portuguesa do Aldi. Carregue na galeria e descubra todos os detalhes sobre a mesma.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT