Gourmet e Vinhos

Na Lata: os novos bolos caseiros de Lisboa que vão até sua casa

São gulosos, bem servidos e vêm com aquele toque de sabor artesanal.
Caseiros e servidos na lata.

Jessica Torres já contava com bastante experiência no mundo da restauração em Lisboa, depois de ter deixado o seu Rio de Janeiro natal. O Chica Chica Boom e a Pituscaria estão entre os espaços em que colaborou. Já trabalhou também como chef de pastelaria no Sport Lisboa e Benfica e com o chef Vítor Sobral. Mas a pandemia não foi fácil, em especial para pessoas que lhe são próximas.

Às vezes há ideias que estão anos a ser trabalhadas. Outras nascem de paixões que estão lá, e que num momento difícil encontraram outra forma de se expressar. Foi um pouco isto o que acotneceu com Jessica.

“Em fevereiro, quando estávamos todos confinados, sentia muita falta dos amigos. Alguns passaram por momentos tristes, como perdas de familiares”, conta à NiT. A ideia começou assim como um pequeno gesto.

“Comecei a fazer bolos e a enviar a amigos meus. Acotneceu tudo de forma muito orgânica. Era uma maneira de abraçá-los, de dar um mimo”, recorda. “Eles gostaram e começaram a pedir mais”. O gesto transformava-se em ideia. “Por que não enviar bolos caseiros de uma forma prática e afetuosa?”.

Jessica percebeu que podia fazer algo mais disto. Começou então a planear todo um projeto próprio, centrado em bolos caseiros. Co ma ajuda de um amigo designer, foi preparando o conceito enquanto testava cada vez mais receitas. No início de junho, nascia a Na Lata.

Todas as semanas há bolo surpresa.

O projeto funciona através do Instagram, onde as fotos têm aquele duplo efeito de servir de apresentação e abrir o apetite. Os pedidos são feitos por mensagem privada, o pagamento é feito por MBWay ou transferência bancária e as entregas funcionam às terças e sextas-feiras em Lisboa. Os bolos são acomodados em caixas de alumínio, no tal espírito de lata.

Mas vamos ao que mais interessa: os bolos. Há cinco bolos fixos que fazem parte de forma fixa da ementa, com abordagens diferentes nos sabores e texturas. O bolo gelado brigadeiro, refrescante e perfeito para os fãs de chocolate e o de coco molhado estão entre os que têm mais saída.

Custam 4,5€, tal como o de doce de leite e flor de sal, onde as diferentes amadas doces têm um subtil toque salgado. Encontra ainda a opção de laranja e de cenoura com chocolate (ambas a 4€).

O projeto tem funcionado através da dinâmica no Instagram e é aí que vale a pena estar atento Às novidades. Todas as semanas, tem surgido sempre um bolo novo, sempre diferente, numa edição temporária que costuma também figurar entre as mais requisitadas.

As taxas de entrega em Lisboa são 1,50€ mas podem ir um pouco mais além dependendo do percurso. Os diferentes bolos preenchem sempre toda a caixa. São servidos nas coloridas embalagens retangulares Na Lata e variam entre as 190 gramas e as 290 gramas. Todos os bolos são feitos diretamente dentro das latas que chegam a casa dos clientes.

Há ainda uma outra possibilidade, que pode variar no preço: bolos por encomenda. Aqui há aquela margem extra para ingredientes e combinações criativas. “O cliente diz o tamanho e os sabores e nós criamos”, explica.

No primeiro mês o feedback dos clientes foi “maravilhoso”, adianta Jessica, que por esta altura até já conta com alguma clientela habitual. Voltam à procura daquele sabor doce e artesanal ao seu gosto. Servido na lata, claro.

Se com este calor está mais numa de gelados, não tem problema. A nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida escolheu para a NiT o seu “top six” de receitas de gelados caseiros. Carregue na galeria para os descobrir.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT