Gourmet e Vinhos

Nova garrafeira em Seia tem “vinhos do outro mundo” (alguns custam 28 mil euros)

O espaço em São Romão "aspira tornar-se num centro de partilha de conhecimento sobre vinho português". Tem mais de 300 rótulos.
Tem vários rótulos de referência.

A pequena vila de São Romão, em Seia, ganhou um movimento inesperado em 2018, com a chegada da sede da Martins Wine Advisor. Muitos entusiastas de vinho dirigiam-se ao escritório de Cláudio Martins para comprar as referências “do outro mundo” criadas pelo consultor de 46 anos. As romarias eram em vão, pois as famosas garrafas não estavam à venda.

Este ano tudo mudou. Cláudio decidiu responder às solicitações e inaugurou a Martins Wine Advisor Office & Wine Shop a 18 de junho. “Quando regressei a Portugal, quis trazer a sede para a minha terra natal e volta e meia tínhamos alguns clientes que nos batiam à porta a pedir para comprar vinhos. Com tanta procura, percebemos que seria justo abrir uma garrafeira ao público”, começa por explicar à NiT. 

A escassez de lojas do género na região foi o grande catalisador para Cláudio avançar com a ideia. Falou com a irmã, Micaela Martins Ferreira, e com cunhado, Carlos Ferreira, que já eram seus parceiros de negócios e decidiram ampliar o negócio. “O processo acabou por ser simples. Aproveitámos o facto de ter dois funcionários que estiveram muitos anos a trabalhar na área em Londres e de perceberem do nosso catálogo e de vinhos internacionais para oferecer o melhor a esta região que ainda não tinha nenhum espaço físico do género”, explica.

O catálogo inclui as referências que já integravam o portfólio da Super Grapes (a empresa de distribuição e de vinhos e bebidas espirituosas). A estes juntaram rótulos produzidos na região como os de António Madeira, Textura e os da Quinta do Lemos e da Quinta Sancha. “Temos uma panóplia de vinhos muito diversificada e o objetivo é aumentar a seleção, com outros da Serra da Estrela e depois do Dão. Numa segunda fase tencionamos acrescentar buscar os mais icónicos do País”, refere.

A aposta numa garrafeira como uma seleção tão específica cumpra também outro objetivo: “Mostrar que o interior não pode, nem deve, ser ostracizado porque tem muito potencial”, sublinha. “É um voltar às raízes, sem esquecer as raízes e sensibilizar outros profissionais para olharem para a região com outros olhos”, esclarece. 

No espaço, com cerca de 80 metros quadrados, encontram mais de 300 referências. Entre elas os “Wines From Another World”, uma série de rótulos “de outro mundo” e com valores astronómicos. Um deles é o tinto alentejano Júpiter, produzido na Herdade do Rocim, vendido nos restaurantes do chef Gordon Ramsay a 500€ o copo. Existem poucas garrafas e podem custar mais 1.500€.

Já uma garrafa do branco Saturn, criado em parceria com o alemão Ernest “Erni” Loosen, de Vale do Mosel, custa 900€. A estrela do portefólio é uma garrafa de 12 litros do Uranus, da Terroir al Limit de Priorat, que custa 28.000€.

Cláudio e Micaela Martins.

“Os vinhos do outro mundo”

O objetivo de Cláudio Martins para a série é completar o Sistema Solar e embora afirme que não pode adiantar muito mais, revela à NiT que haverá neste lote mais um representante português: “O último será uma homenagem e será entre um dos fortificados, Porto, Madeira, Moscatel ou Carcavelos. Os restantes de outras regiões como Toscana, Geórgia, Estados Unidos, Champanhe e Bordéus”. O próximo está previsto ser lançado no final deste ano, mas o vinho, o produtor e as garrafas estão escolhidas e a “estagiar”.

No espaço exterior criaram um pequeno lounge “para partilhar alguns copos e garrafas de vinho” e onde serão feitas as provas. “Já estamos a preencher a agenda com produtores que queremos trazer cá e, em breve, irei coordenar alguns eventos que vão incluir a série de luxo e outros rótulos que represento”, refere.

As provas serão todas privadas e feitas à medida do cliente. “Não gostámos de estabelecer um preço, porque fazemos tudo tailor made, consoante o orçamento e os gostos de quem nos procura”, admite. A esta vertente associa-se a possibilidade de aconselhamento personalizado profissional, tudo realizado num espaço dinâmico e moderno que “aspira tornar-se num centro de partilha de conhecimento sobre vinho português”.

Cláudio é responsável pelos “vinhos de outro mundo”.

Cláudio Martins começou esta viagem pelo mundo dos vinhos quando se mudou para Londres, aos 19 anos. O primeiro contacto aconteceu quando ainda lavava copos num restaurante. As referências internacionais, misturadas com algumas portuguesas, despertaram-lhe a atenção. Começou a interessar-se pelo assunto.

Fez inúmeras provas, formações e teve encontro com diferentes produtores que depois o levaram a tornar-se wine ambassador de uma garrafeira local. Em 2012 foi convidado para abrir a loja e bar Mistress Wine Shop e conheceu “muitas pessoas com capacidade económica acima da média”. “Ao fim de semana pediam-me para arranjar diferentes referências e conselhos”, conta. E passado vários meses percebeu que podia fazer o mesmo trabalho sem estar ligado a uma loja.

A Martins Wine Advice, uma consultora de vinhos de luxo, surgiu em 2014. “A ideia era ajudar os clientes a criar uma garrafeira privada e a ter as referências certas nos iates e jatos privados.” E desde aí tem feito um caminho no mundo dos vinhos que o levou a viver em diferentes cidades europeias até regressar a Portugal em 2018, à terra natal. 

A garrafeira fica no mesmo local dos escritórios.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Primeiro de Maio 4 r/ch
    6270-251 São Romão
  • HORÁRIO
  • Segunda a sexta das 8h30 às 19h
PREÇO MÉDIO
Mais de 50€
TIPO DE COMIDA
Garrafeira

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT