Gourmet e Vinhos

O hambúrguer mais caro do mundo chega à mesa coberto de ouro (custa 4.250€)

Chama-se Golden Boy e está disponível no restaurante holandês De Daltons, do chef Robbert Jan De Veen.
Não é barato.

Depois das batatas fritas mais caras do mundo, do menu de degustação com o preço mais elevado de sempre, chega agora o hambúrguer mais caro do planeta. É uma criação do chef Robbert Jan De Veen e pode ser provado no restaurante holandês De Daltons, em Voorthuizen, nos Países Baixos.

O seu criador chamou-lhe Golden Boy, e não é para menos. É que, além de vir num pão coberto com folhas de ouro, a conta no final é exorbitante — e neste caso a culpa não é das bebidas. Custa cinco mil dólares, qualquer coisa como 4.247 euros.

Mas afinal o que tem este hambúrguer, além das folhas de ouro? Entre o pão há um hambúrguer de care wagyu A5, trufa branca, caviar beluga, queijo Cheddar de Wyke Farms, e um molho feito com Whisky de Macallan Rare Cask. Tem ainda pedaços de caranguejo das neves do Alasca, aros de cebola que são marinados em champanhe Dom Perignon. Toda a composição pesa 800 gramas.

Se ficou com vontade de provar esta potência para o recorde do Guinness, saiba que precisa de o encomendar com, pelo menos, duas semanas de antecedência e pagar uma taxa de reserva de 635 euros.

Luxos à parte, o chef holandês explica que criou este hambúrguer por uma causa nobre. Todas as receitas provenientes do Golden Boy serão entregues a instituições sociais da sua terra natal, que foram particularmente impactadas pelas restrições impostas pela pandemia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT