Gourmet e Vinhos

O melhor bolo-rei de Portugal é feito em Valpaços — e o escangalhado também

Concurso anual organizado pela ACIP elegeu o vencedor com base numa prova cega, este sábado, 25 de novembro.

Damaia e Valpaços estão separadas por 475 quilómetros, a distância que o título de melhor bolo-rei de Portugal teve que percorrer este ano. A mais recente edição do concurso do Melhor Bolo-Rei de Portugal, organizado pela ACIP – Associação do Comércio e da Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares, decorreu este sábado, 25 de novembro, em Coimbra.

A Padaria e Pastelaria Juvenal II foi a grande vencedora na categoria principal do concurso, distinção atribuída à Padaria da Né em 2022. Os pasteleiros de Valpaços conquistaram também outra medalha de ouro e ainda uma de bronze nas restantes categorias.

O espaço no distrito de Vila Real já havia ficado em quarto lugar no concurso de 2022. Este ano, concorreu com um típico bolo-rei, um escangalhado e um bolo-rainha. Nas primeiras duas categorias, a pastelaria venceu a concorrência — e na última ficou num honroso terceiro lugar. A produção é feita “de forma tradicional” e com “massas diferentes para cada tipo de bolo”.

A competição decorreu em duas fases — uma estreia — sendo que na prova final só estiveram presentes os finalistas. O painel de jurados provou os bolos às cegas, para tornar ainda mais justa a competição.

Na categoria principal, a do bolo-rei, o segundo prémio foi entregue à Confeitaria Glória, em Lisboa, e o terceiro à Pastelaria A Merenda, em Cascais. Já o melhor bolo-rainha de Portugal é fabricado na Pontinha (em Lisboa), na Casa do Padeiro. Quanto à melhor trança de Natal, essa é feita em Ourém pela Pastelaria Vida Nova — e na categoria inovação, a criação premiada foi a da Bread & Friends, em Lisboa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT