Gourmet e Vinhos

O vinho de charme ideal para servir à família no jantar de Natal

Há também tintos, brancos e até espumantes nestas referências sugeridas por Pedro Martin, da Martin Boutique Wines.
Também são boas sugestões de presentes.

Se há vinho que combina de forma perfeita com cabrito ou javali, é o Charme, uma referência rara do Douro. “A sua elegância e complexidade, os seus taninos envolventes e macios, são uma forma única de expressar as vinhas velhas, mais frescas e abrigadas de Vale de Mendiz, em pleno vale do Pinhão”, lê-se na sua descrição.

O vinho de assinatura, produzido na adega de Vale de Mendiz, é, para o produtor Pedro Martin, a melhor escolha para acompanhar um bom prato de carne. “E haverá melhor altura para abrir uma referência ímpar como esta que não seja na noite de Natal?”. Para o especialista, uma ocasião especial merece ser bem acompanhada e este é um rótulo à altura.

Feito totalmente a partir de cachos inteiros “levemente esmagados em lagares de granito onde foram pisados”, teve um um período de tempo da maceração pré-fermentação e início da fermentação alcoólica muito curto, mas intenso. A conclusão do processo em barris contribui para que se sinta no nariz a complexidade das castas e vinhas velhas que lhe dão origem.

Com uma cor viva e aberta, começa com notas florais a violeta, nuances breves de grafite numa base de frutos vermelhos como framboesa, groselhas e cerejas. “A madeira é extremamente discreta, mas complementada por notas balsâmicas ou um mentolado que o torna muito sofisticado”, garante Martin à NiT. “Na boca é a expressão máxima de elegância, precisão, com uma estrutura delicada e uma excelente acidez. Termina longo, persistente, picante e fresco, que arranca bem a carne cozinhada”.

Como esta sugestão, Pedro Martin, produtor de vinhos e fundador da Martin Boutique Wines, encontrou outras dez para acompanharem a ceia de Natal. As opções são várias e para todas as carteiras. Há também escolhas para vegetarianos, veganos e apreciadores de vinhos naturais ou com pouca intervenção — aqueles para os quais as uvas têm de ser colhidas à mão e não podem ser adicionadas leveduras nem aditivos para a vinificação. 

Todos os portugueses que gostam de vinho já conhecem, certamente, a Martin Boutique Wines. A marca irreverente, que nasceu, em 2017, pelas mãos do produtor Pedro Martin, destaca-se pela tentativa (até agora bem-sucedida) de democratizar as regiões de vinho mais caras — em Portugal e no estrangeiro —, ao torná-las acessíveis para o bolso comum.

Nos últimos meses, a proposta sofreu uma reestruturação total, da “programação à finalidade”. Assim, o que começou por funcionar como meio de ligação entre o produtor e o cliente tornou-se, “oficialmente, numa loja online“. E não podia ter chegado em melhor altura.

Quando não sabe o que beber na ceia de Natal, uma garrafa de vinho é sempre uma aposta segura. O complicado é mesmo escolher qual, entre tantas referências que existem em garrafeiras, online e até em supermercados.

Com o objetivo de facilitar a vida dos portugueses, Martin percorreu toda a refeição e nomeou as bebidas perfeitas para acompanhar as entradas, pratos de bacalhau, de carne e as sobremesas. Entre garrafas de produção própria, de regiões como Dão, Bairrada, Douro, Alentejo e Vinhos Verdes; licorosos, Portos, Madeiras, biológicos, biodinâmicos, naturais, tintos, brancos e espumantes, elegeu três opções para cada um dos quatro momentos.

São tudo escolhas que não vão desiludir. Por exemplo, Pedro Martin propõe que comece com um espumante clássico que “garantidamente harmoniza bem com todas as entradas”. Os preços começam nos 6,40€ e chegam aos 58,56€. O melhor é que muitas das sugestões estão com descontos online “que podem chegar aos 25 por cento”.

“Vale notar que as propostas são de pequenos produtores que conhecemos. Não representamos marcas sobre as quais não temos conhecimento. Viajo regularmente para os locais, onde falo com as pessoas, acompanho os processos e experimento os vinhos. A decisão final é consciente”, garante Martin.

O sommelier acrescenta: “Andamos também, constantemente, há procura de raridades que possam interessar a colecionadores e não só. Referências que despertam a curiosidade, mas são difíceis de encontrar”.

Agora, por exemplo, a loja tem à venda 12 garrafas de Buçaco Reservado Branco 2018 e seis de Buçaco Reservado Tinto 2017. “Sabemos que os vinhos do Buçaco atraem muita atenção, até porque quase não há no mercado. A ideia é apostar em sugestões deste género”.

Carregue na galeria para conhecer as 11 sugestões de vinhos perfeitos para beber na noite de Natal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT