Gourmet e Vinhos

O vinho português vendido a 500€ o copo nos restaurantes de Gordon Ramsay

Lançado em 2021, nasceu da parceria entre Cláudio Martins e a Herdade do Rocim. É o primeiro da série Wines From Another World.
Está à venda por 500€.

Em 2021, Cláudio Martins, da Martins Wine Advisor, aliou-se à Herdade do Rocim para lançar o vinho Júpiter. O tinto da talha alentejano de 2015 era a primeira referência da série limitada “Wines From Another World” e custava 1.000€ por garrafa (0,75 litros). Agora, já esgotado, há investidores a vendê-lo pelo dobro.

“O grande objetivo do Júpiter era alavancar a marca de Portugal no contexto da categoria de Fine Wines no contexto internacional. E conseguimos — já está à venda em alguns restaurantes icónicos, nomeadamente nos espaços do grupo Gordon Ramsay, onde servem o Júpiter a copo, por 500€”, explicou Cláudio Martins, aqui citado pelo “Sapo Lifestyle”.

Um ano depois, o português associou-se a Dominik Huber, da Terroir al Limit, da região de Priorat (na Catalunha), para produzir mais um vinho “do outro mundo”. Deram-lhe o nome de Uranos e foram lançadas 500 garrafas de 0,75 litros a 1.700€ cada, valor que tem subido à medida que o stock decresce.

Já praticamente esgotadas, o preço de cada uma ronda agora à volta dos 2.040€. O consumidor e investidor têm ainda disponíveis algumas garrafas de 1,5 litros (3.500€), três litros (7.000€), seis litros (13.000€) e 12 litros (28 mil euros).

O vinho Júpiter vendido nos restaurantes de Gordon Ramsay.

Ao contrário do Júpiter, um tinto da talha alentejano de 2015, o Uranos é um vinho jovem, da colheita de 2021 — embora seja produzido com uvas de uma vinha velha, com 75 anos. Na altura do lançamento, Cláudio Martins admitiu que dada a juventude da bebida, o preço poderia causar polémica. Disse acreditar, contudo, que as gerações mais jovens gostam de vinhos “muito mais frescos, jovens e pouco extraídos, e não se importam de pagar por isso”. Assegura, igualmente, que se trata de uma referência de “qualidade extrema, com uma capacidade de envelhecimento extraordinária”.

Após o lançamento dos dois vinhos “do outro mundo”, o português juntou-se ao alemão Ernest Loosen, de Vale do Mosel, para produzir um terceiro, igualmente com nome de planeta, o Saturn. Os preços variam entre os 900€ e os 2.000€, dependendo do tamanho da garrafa. O quarto vinho da série deverá ser apresentado ainda este ano.

O consultor internacional de vinhos prevê que a Wines From Another World seja composta por nove rótulos, um por cada planeta do sistema solar. A produção no Douro vai terminar, mas, antes, irá representar algumas das mais importantes regiões vitivinícolas mundiais, como Bordéus, Champagne (ambas em França), Toscana (Itália), Geórgia e Napa Valley (nos EUA).

Os potenciais consumidores dos próximos rótulos serão, igualmente, “apreciadores de vinho, entusiastas, curiosos e colecionadores”.

Carregue na galeria para conhecer alguns vinhos portugueses destacados no jornal norte-americano “The New York Times”.

 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT