Gourmet e Vinhos

Os rótulos dos vinhos podem vir a ter mensagens parecidas às dos maços de tabaco

O Parlamento Europeu vai discutir essa possibilidade depois de um relatório da Comissão Especial para a Luta contra o Cancro.
O Parlamento vai discutir a questão dos rótulos de vinho.

Os rótulos das garrafas de vinho podem vir a ter imagens e mensagens que alertam para eventuais problemas de saúde relacionados com o seu consumo, tal como acontece nos maços de tabaco, por exemplo. A medida será discutida na segunda-feira, 14 de fevereiro, no Parlamento Europeu. Faz parte de um conjunto de diretrizes aprovadas pela Comissão Especial para a Luta contra o Cancro que serão debatidas.

As conclusões desta comissão alertaram a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) que rapidamente se reuniu com a Organização Mundial de Saúde (OMS), tudo para garantir que o vinho não seja considerado uma bebida prejudicial.

“A OIV sempre incentivou o consumo responsável e publicou vários trabalhos de pesquisa sobre os efeitos do consumo moderado do vinho na saúde”, explica a organização. “Para promovemos um modo de vida saudável, a cooperação entre as organizações deve ser crucial. Precisamos promover um espaço de participação totalmente transparente”, continua.

Se as conclusões desta comissão forem aprovadas, o vinho e outras bebidas alcoólicas podem ser consideradas potencialmente cancerígenas. A inclusão nos rótulos desta advertência é uma das medidas que podem vir a ser equacionadas.

A reunião entre a OMS e a OIV decorreu em Genebra, na Suíça, no início de fevereiro. Na próxima segunda-feira, 14, acontece o debate no Parlamento Europeu.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT