Gourmet e Vinhos

Este vinho estagiou 14 meses no espaço — e vale mais de 830 mil euros

Um lote de 12 garrafas foi enviado para a Estação Espacial Internacional. Uma delas será leiloada em breve.
Só uma garrafa será leiloada.

Em novembro de 2019, 12 garrafas de vinho Pétrus 2000 partiram para a Estação Espacial Internacional, onde permaneceram mais de 400 dias. Em janeiro de 2021, voltaram à Terra. Agora, há uma destas garrafas que está prestes a ser leiloada. A venda será feita pela Christie’s, uma casa especializada neste tipo de ações, onde esperam conseguir um milhão de dólares (cerca de 830 mil euros) pela garrafa de vinho já conhecida como “vinho espacial”. 

O lançamento das garrafas para a Estação Espacial fez parte de um estudo privado sobre agricultura e comida. A verdade é que o sabor é diferente do vinho Pétrus 2000 disponível na Terra. Jane Anson, jornalista e autora do livro “Inside Bordeaux” confessa que não consegue dizer se o “vinho espacial” era melhor ou pior, “mas era certamente diferente, com aromas mais florais”, explicou à BBC Nicolas Gaume, o CEO da empresa responsável pelo estudo.

Segundo este responsável, o envio de garrafas para o espaço ajudará “a criar a agricultura e comida que precisamos para amanhã na Terra”. O dinheiro obtido através deste leilão será doado para financiar mais experiências desta empresa. 

Embora as 12 garrafas tenham ido para o espaço e regressado, apenas uma será vendida. Outras três já foram abertas para degustação e as restantes vão ficar guardadas para estudos futuros.

A Bordeaux Château Pétrus só produz cerca de 30 mil garrafas por ano. São considerados dos vinhos mais caros do mundo. Uma garrafa de um vintage pode custar quase cinco mil euros.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT