Gourmet e Vinhos

Preço do vinho pode subir cerca de 10 por cento até ao final do ano

A estimativa é da Associação de Vinhos e Espirituosas de Portugal. A subida “é inevitável”.

Já imaginamos os finais de tarde de verão na companhia de um (ou dois) copos de vinho. E tudo isso pode ainda acontecer. Vai é ter que pagar um pouco mais por esse pequeno luxo.

Segundo a Associação de Vinhos e Espirituosas de Portugal (ACIBEV), o preço dos vinhos deverão aumentar cerca de 10 por cento durante o segundo semestre de 2022. A informação é confirmada à “CNN” pela diretora-executiva da associação, Ana Isabel Alves: “As empresas têm-nos dito que o aumento vai ser inevitável, por causa do encarecimento das matérias-prima”.

Existe, contudo, o medo de que um aumento significativo possa obrigar os consumidores a optarem por outros produtos. No entanto, este é um equilíbrio complicado, tornado ainda mais difícil pelas causas desta subida. Uma delas: o aumento do custo do vidro em cerca de 40 por cento.

Mais caros estão também os materiais como paletes, materiais agrícolas, que vão encarecendo também neste contexto de inflação. Existe, segundo a ACIBEV, outro problema: o envelhecimento dos profissionais da indústria de vinhos e da falta de mão de obra. Tudo isso se irá refletir no preço dos vinhos nos próximos meses e anos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT