restaurantes

Tudo o que pode comer nos novos restaurantes do mercado de Loulé

O espaço foi renovado e a zona que dividia a área do peixe das bancas de frutas ganhou um food court com vários conceitos.
O mercado foi renovado no interior.

Em 2019, surgiram as primeiras notícias de que o mercado de Loulé, no Algarve, ia ser renovado. A ideia veio na sequência de outros modelos bem conseguidos no País, como o mercado de Campo de Ourique, ou o da Ribeira, no Cais do Sodré, ambos em Lisboa. Porém, no ano passado acabou por não ser inaugurada a zona de food court na cidade algarvia. Este ano já existem finalmente alguns conceitos a funcionar, mas ainda há espaço para aparecerem outros projetos.

É na zona central do mercado que fica esta nova área de refeições. A entrada mais rápida é pelas portas laterais que ficam a meio do icónico edifício. Esta praça de restaurantes divide a área do peixe das bancas tradicionais com frutas e legumes.

Há espaço para cinco conceitos, mas quando a NiT passou pelo mercado, no final de julho, eram apenas três os projetos que já estavam a funcionar. São eles o Sete Pedras Mercado, com pregos em bolo do caco e opções de peixe; a Carniceira, com várias carnes grelhadas, e a 8100, a gelataria artesanal que foi buscar o nome ao código postal de Loulé.

Os restaurantes estão todos virados para o centro, onde fica uma zona de cadeiras para fazer a refeição — há também bancos altos, se preferir. 

Entre os projetos que faltam chegar, um será dedicado a bar, com café e bebidas espirituosas, outro com propostas japonesas e de sushi, que poderá estar a funcionar ainda este verão. Cada um dos dos conceitos funciona de forma independente. 

Esta nova área de food court vai estar a funcionar aos almoços, a partir do meio-dia, e aos jantares, até depois das 22 horas. As bancas do mercado, como é normal, fecham mais cedo do que estes conceitos.

Um dos objetivos destas renovações passa por fazer uma ligação com a tradição do mercado. Por exemplo, no Sete Pedras Mercado, pode comprar o peixe que está na banca ali ao lado. Depois, é tudo cozinhado na hora. E claro que quando estes projetos precisam de algum ingrediente extra, têm sempre os vizinhos a quem ir comprar.

Carregue na galeria para conhecer os novos projetos do mercado de Loulé.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT