Gourmet e Vinhos

Lisboa ganhou um novo spot para petiscar à beira Tejo

Sinta-se à vontade para pousar os talheres — A Charcutaria aposta numa seleção cuidada de vinhos, queijos e presuntos.
Há queijos e enchidos.

A Vela Latina deu uma nova vida a uma antiga escola de vela. Com o tempo, tornou-se já um clássico de Lisboa. Agora, conta com um novo espaço, onde os petiscos reinam.

A localização é privilegiada para uma esplanada que pede uns petiscos ao pôr do sol. Junto ao rio Tejo, com vista para a ponte e para a doca de Belém. Há já muito que A Charcutaria era uma ideia a pedir para passar do papel à realidade. Essa realidade chegou agora, com um conceito que procura dar algo diferente à Vela Latina.

À NiT, Viviane Leote, uma das responsáveis pelo espaço, conta que este era “um espaço de eleição”, o local “ideal para uma esplanada num espaço mais descontraído”. Menos virado para almoço ou jantares com talheres, aqui os petiscos são reis. “E nós somos mesmo apreciadores de petiscar”, daí que a combinação tenha funcionado, conta a empresária que partilha com Salvador Machaz uma experiência já longa na restauração. Foi precisamente essa experiência que provou ser útil neste desafio de abrir um novo espaço em tempos de Covid-19.

A ideia de avançar nesta altura não deixou de causar alguma apreensão. “Mas mantivemo-nos observadores e, sem sofrer em demasia, a ler os sinais”, conta. O regresso à atividiade noutros espaços da Vela Latina permitiu ir conhecendo melhor esta nova realidade. A verdade é que isso “deu-nos alguma confiança para avançar com A Charcutaria”. Eis então que ela chega.

A aposta foi nos sabores e não na geografia.

A Charcutaria é também um espaço de exploração para o chef Benjamin Vilaças, a quem coube a tarefa de elaborar a ementa e a carta de vinhos. A aposta foi “em produtos que para nós são os melhores para este tipo de petisco”, cotna Viviane. A carta é por isso uma combinação entre alguns trunfos nacionais mas especialidades com história nos respetivos países, como o queijo em Itália e o presunto em Espanha.

Entre as diversas escolhas, a carta com muitos clássicos obrigatórios quando falamos de petiscar- propostas. É o caso dos Camarões al Ajillo (12,50€), das tradicionais Ameijoas à Bulhão Pato (19,50€) ou da Burrata (15,50€) — servida com tomate e alcachofras grelhadas.

As tábuas de queijo e presunto são destaques naturais, “e que têm tido muita saída”. As Tábuas de Queijo (12,00€), incluem especialidades de cabra, vaca e ovelha, como os queijos da Ilha, Azeitão, Nisa, Curado, Serra e Camembert. Já nas Tábuas de Presuntos (14,00€) as atenções estão voltadas para o Parma, o Serrano e o Bísaro. Já o Presunto Pata Negra e os enchidos, como o Paio do Cachaço e o Salsichão, estão reservados para as Tábuas Mistas (10,00€ – 15,00€).

A ideia passa sempre por combinar variedade para diferentes paladares, em que o pôr do sol dá o seu toque de glamour a um petisco. A acompanhar, entre vinhos e cocktails, há também muito por onde escolher.

A Charcutaria abriu em finais de junho ainda em modo soft opening, para convidados. De então para cá tem contado com o boca a boca entre clientes. Desde 8 de julho que o espaço já funciona em modo regular, com os inevitáveis cuidados a que a pandemia obrigou. “Ainda temos recusado reservas de grupo, que as circunstâncias ainda não o permitem”, conta.

O feedback dos clientes tem sido muito positivo, garante a empresária. E, nesse aspeto, a pandemia não intimida. O facto de o mercado nacional garantir boa parte das visitas aos espaços da Vela Latina traz segurança. Quanto aos clientes, “as pessoas ainda estão a recuperar a confiança mas aos poucos vamos lá chegar. É uma questão de adaptação”. Se essa confiança for chegando em segurança, com um copo de vinho e um bom petisco ao fim do dia, tanto melhor.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Francisco Metrass 64, 1350-318 Lisboa
    1350-318 Lisboa
  • HORÁRIO
  • De segunda a sábado do 12h às 22h
  • Encerra ao domingo
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT