Restaurantes

Luca: vai sentir-se em casa no novo restaurante da Foz

O menu deste espaço do Porto muda todas as semanas e os jantares estão reservados a grupos.
Vai querer experimentar

Há restaurantes que têm a capacidade de nos fazer sentir que não estamos fora da nossa rotina e onde parece que estamos a comer em casa. É este o conceito do Luca, o novo restaurante do Porto. Fica na Foz, numa pequena casa onde antes era o Espaço 7, que pretende fazer com que todos se sintam em casa, não importa o quão longe estejam dos seus lares.

“Queria um sítio onde as pessoas pudessem sentir-se em casa”, explica à NiT Francisca Amorim, a responsável pelo espaço, que diz que mais do que um restaurante, o Luca é “uma experiência”. A ideia de criar um espaço assim surgiu em conjunto com uma amiga, que entretanto teve que deixar o projeto por razões profissionais. Ficou Francisca, 43 anos, ligada à área da produção de eventos. Viveu vários anos no estrangeiro, entre Roma e Londres, e regressou a Portugal para viver no Porto em 2010.

Para quem está curioso com o nome deste restaurante inaugurado no final de 2019, Luca é a sigla de Last Universal Common Ancestor (último ancestral universal comum, em tradução livre), que é algo como o último ser vivo do qual todos os hoje que existem descendem. No fundo, é algo que viveu há cerca de três ou quatro mil milhões de anos e de que todos descendemos e, por isso, que nos liga a todos. Uma espécie de célula comum.

É mesmo esse sentimento de união que há no Luca, que faz com que todos se sintam bem, em casa, confortáveis e num ambiente informal onde podem ser eles próprios. Para fomentar essa ligação, além das mesas de duas pessoas que podem transformar-se em quatro ou seis, há ainda uma mesa comunitária onde quem quiser pode sentar-se para conviver e trocar ideias com outros clientes.

O espaço está decorado de forma cuidada mas ao mesmo tempo acolhedora, exatamente como se fosse uma casa. Há uma pequena esplanada e até um recanto com obras de arte.

Francisca admite que a cozinha não é o seu forte e por isso todos os pratos aqui servidos são entregues pela empresa de catering A.Coocking. A ementa é definida e divulgada nas redes sociais ao domingo ao final do dia e explica o que vai ser servido durante a semana.

Segundas, quartas e sextas-feiras são dias de carne e as terças e quintas-feiras de peixe. Há sempre sopa e um prato vegetariano, com a inclusão recente de opções low carb também. O menu custa 8€ e inclui sopa, prato principal, bebida e café. Por mais 1,50€ pode ainda juntar sobremesa como mousse de chocolate, pavlova, folhado de doce de ovos ou até mesmo uma opção vegan. 

O Luca abre ao público todos os dias ao almoço e apenas com reservas ao jantar para grupos, que podem ir de 12 a 50 pessoas. Neste caso, o cliente pode escolher como quer organizar a casa para que fique mais ao seu gosto. As terças-feiras à noite são a exceção porque o restaurante abre ao público com uma noite de fados, onde pode comer ao som de música ao vivo e até cantar, se tiver vontade.

No futuro, a ideia de Francisca Amorim é que o Luca possa ter outras sugestões como ostras e tapas, inspirado na cultura italiana e espanhola de beber um copo para descontrair ao final da tarde.

“Quero que o Luca seja uma ilha, um porto de abrigo e de boa energia para todos”, remata Francisca.

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Luca.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Teatro 133, 4150-274 Porto
    4150-274 Porto
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 12h às 01h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT