gourmet e vinhos

3 amigos apaixonados por vinho abriram uma garrafeira em Campo de Ourique

É um espaço onde pode comprar garrafas, mas também fazer degustações. Há opções a copo e petiscos que vale a pena conhecer.
São mais de 200 as referências disponíveis.

São mais de duas as centenas de vinhos que vai encontrar na nova garrafeira de Campo de Ourique, em Lisboa. Se estiver com dúvidas sobre qual das sugestões deve levar, pergunte a um dos três amigos e sócios que são grandes apreciadores da bebida. Cresceram neste bairro lisboeta e é atualmente onde vivem. Percebe-se assim que este tenha sido o local perfeito para se juntarem neste negócio: a Garrafeira dos Amigos.

António Roxo, 37 anos, João Nascimento, também com 37, e Bruno Rodrigues, 36, são os responsáveis pelo espaço. Nunca se tinham aventurado em algo do género, mas a amizade e a paixão pelo vinho levaram à criação do projeto. A inauguração aconteceu no final de setembro.

António é sommelier e o único dos três que estava ligo à área. João é empresário e Bruno trabalha como customer account manager. A fusão inesperada deu origem a um conceito potencialmente vencedor em Campo de Ourique.

A loja tem referências de várias regiões do País. Pode comprar garrafas, mas também ficar por lá e provar uma das opções que servem a copo. Existem sempre seis rótulos disponíveis: três de tinto e outros três de branco. Trabalham com várias marcas, como a Casa Ferreirinha, Adega Mayor, Conde Vimioso, Briosa e Phortos. Para acompanhar, há tábuas de queijos, enchidos, tábuas mistas ou então veggie, com vegetais. A garrafeira tem ainda alguns lugares no exterior para que os clientes possam degustar tudo com mais calma.

“Queremos encontrar um lugar no mercado. Ser procurados pelos nossos clientes que buscam um amigo conhecedor de vinhos, para pedir uma opinião num momento de escolha. Ser o lugar óbvio de marcação de um encontro com amigos, para um copo de vinho”, explica à NiT Bruno Rodrigues.

Os sócios querem ainda tornar-se uma referência no bairro. “Queremos ser o local de passagem obrigatório antes de um encontro em casa de alguém, tudo para não chegar de mãos a abanar.”

Era costume António, João e Bruno juntarem-se para conversar à volta de uma garrafa de vinho. Com este espaço, pretendem que as outras pessoas tenham esse mesmo prazer.

Domingo é o único dia da semana em que estão encerrados. De resto, pode passar pelo espaço em qualquer dia, até às 22 horas, e comprar uma garrafa para qualquer ocasião.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Ferreira Borges, 94, Lisboa
    1350-134  Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 14:00
  • Às: 22:00
  • Fecha domingo.
PREÇO MÉDIO
?

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT