Restaurantes

9 restaurantes em Lisboa para comer tacos e beber tequilas (e não só)

Há espaços que oferecem shots durante o jantar, enquanto outros servem pratos até às duas da manhã.
Não faltam opções.

Não se sabe ao certo quando começou a invasão, mas atualmente é possível encontrar burritos, nachos com guacamole, tacos e mojitos em todas as esquinas de Lisboa. Restaurantes com propostas tipicamente mexicanas ou fortemente inspiradas nos sabores do México não faltam. Há opções para todos os gostos: uns apostam nos famosos sombreros, mariachis e tequilas, outros apresentam novas versões das tradicionais quesadillas, tostadas e aguachiles. 

Uma das novidades mais interessantes é o Duro de Matar, que se assume como uma taqueria que abriu ainda antes de estar completa. “Somos um projeto em construção. Isto significa que muitas coisas estão incompletas. A cozinha, o bar, as paredes… Ainda nem temos as mesas e cadeiras permanentes”, disseram na altura os responsáveis à NiT.

O Paco Bigotes é outro dos preferidos dos lisboetas — tanto que até já ganhou outra morada na capital. Os tacos, tostadas e ceviches continuam a liderar o rol de propostas, que podem ser tão afogadas em tequila e mezcal quanto os clientes quiserem. As diferenças relativamente à casa-mãe, em São Pedro do Estoril, só são evidentes no espaço, agora mais amplo.

O Paloma distingue-se por servir tacos até às duas da manhã e pelo “ambiente mexicano mais genuíno de Lisboa”. A inspiração de Julien, o proprietário como se calcula, são as viagens ao México. A carta tem quatro tacos-estrela, a 3,50€ cada: o Pastor (carne de porco ibérico grelhada lentamente com pimentões e urucum com cebola, coentros e ananás assado); o Res (carne macia e suculenta em fatias finas com cebola, coentros, abacate e queijo fresco); o Chicharrón norteño (barriga de porco crocante com cebola, abacate e feijão-preto) e o Chorizo Verde (linguiça de porco preparada com tomatilho verde, coentros, pimenta-verde com queijo fresco e molho de tomatilho). Todos chegam à mesa acompanhados por seis salsas (molhos).

Para o Izcalli, em Alcântara, o proprietário foi até à Cidade México e de lá trouxe a inspiração em técnicas ancestrais e os sabores intensos. Os pratos servidos neste restaurante são uma “nova roupagem, graças às técnicas mais contemporâneas”. A ementa muda todos os meses, mas o conceito é sempre o mesmo: há quatro momentos diferentes, com um custo fixo de 50€.

O No Mames Wey continua a expandir-se por Lisboa e em 2023 inaugurou dois restaurantes, um no Campo Grande e outro em Campo de Ourique. O sucesso é um indicativo que os portugueses já se tornaram fãs das quesadilhas de queijo (dos 6,95€ aos 7,95€), dos nachos (a partir dos 5,95€) e dos burritos (entre os 8,95€ e os 9,95€). As promoções do taco do mês a 1€, ou a campanha do “beba duas margaritas na happy hour pelo preço de uma” têm sido especialmente populares.

Se é fã da cozinha mexicana, carregue nas setas acima para descobrir os nove restaurantes que abriram em Lisboa nos últimos meses.

 
9 restaurantes em Lisboa para comer tacos e beber tequilas (e não só)

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT