Restaurantes

Alto: a nova hamburgueria de Lisboa que reinventou o clássico americano

Dimas Cavallo e Tiago Drummond juntaram-se para outro projeto na cidade. Queriam uma versão mais gourmet e alternativa.
São vários os hambúrgueres que pode experimentar.

O Alto, a nova hamburgueria de Lisboa, é inspirada num típico restaurante de hambúrgueres norte-americano. Os responsáveis não queriam ser apenas mais um espaço na cidade, por isso, procuraram apresentar um conceito familiar de uma forma diferente.

“Esta é uma nova interpretação do que deve ser a american food, com um toque mais gourmet e com mais alternativas”, explica à NiT Tiago Drummond, 52 anos, um os sócios deste espaço.

Abriu este projeto em parceria com o chef Dimas Cavallo, 45 anos. Os dois já tinham inaugurado um restaurante no Cais do Sodré, o Gambar, no final de 2021. Juntaram-se mais uma vez para criarem um conceito completamente diferente deste onde as gambas são a proteína de eleição e onde as sugestões do mar estão em maioria.

“Não queríamos ser um restaurante igual a outros. Optámos por trazer novas opções ao menu e ainda inovar na decoração. Tal como no Gambar, juntámo-nos a um artista para criar várias obras pintadas à mão. Neste caso, a escolha acabou por ser mais dedicada ao conceito urbano.”

O ilustrador Grooze passou vários dias no espaço perto do Parque Eduardo VII a desenhar os vários elementos que compõem a decoração do Alto. Criou um extraterrestre com duas cabeças e oito braços, hambúrgueres voadores e cactos com olhos. E nem as portas da casa de banho escaparam ao trabalho do artista.

“Foi por isto que escolhemos o nome, Alto, como sendo algo alternativo aos conceitos que já se encontram na cidade”, continua Tiago. Os elementos distintivos estão na decoração, mas também na carta. Já vamos falar dos hambúrgueres, mas importa também conhecer o wrapinis.

Combinam o clássico panini italiano com o wrap e têm várias declinações. O In The Flesh, leva picles, bacon, queijos, cebola roxa e tomate (8,90€) e tem também um com gambas cozidas, abacate e espinafres (8,90€).

Os hambúrgueres também estão disponíveis em diversas propostas. “O Signature está a dar a volta à cabeça dos lisboetas”, explica Tiago. É um hambúrguer de carne de vaca, queijo cheddar, alface, tomate, cebola roxa e picles (10,90€). Vem com batatas a acompanhar, mas o responsável sugere que peça as Holy Fries (6,90€): levam um molho de queijo, bacon frito e cebolinho por cima.

Outras das propostas do Alto incluem o Salerno, com mozzarella, molho de tomate, cebola frita, pesto e rúcula (11,90€); o Gooze, com o nome do artista convidado, com geleia de bacon, cogumelos salteados, molho de queijos e rúcula (12,90€); ou o Tall Alto, com bacon, porco desfiado, molho de queijos, cebola frita, alface e tomate (13,90€).

Nas entradas, pode optar pelas asas de frango fritas com picante (5,90€), as tiras de frango com molho de alho e limão (5,90€), os nachos com molho de queijo, feijões e pimentos grelhados (6,90€), ou as cascas de batata fritas com maionese de manjericão, hortelã e limão (8,50€).

O restaurante esteve em obras durante oito meses. Tem dois pisos e capacidade para 50 clientes. Apesar de estar aberto há pouco tempo, os responsáveis já pensam em replicar o conceito em Lisboa e em outras localidades do País.

A meio de julho, os dois sócios vão também trazer um outro conceito à cidade. Será diferente do Gambar e do Alto. Por enquanto, ainda não revelaram mais pormenores.

Carregue na galeria para conhecer outras novos espaços com hambúrgueres em Lisboa.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Marquês da Fronteira, 117A, Lisboa
    1070-242 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 12:00
  • Às: 23:00
  • Fecha domingo
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Hamburgueria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT