restaurantes

Amor y Odio: o novo mexicano que lhe entrega burritos sem sair de casa

É o mais recente projeto virtual criado pelo grupo Sea Me. Apenas está disponível para entregas através da Glovo.
É o mais recente mexicano de Lisboa.

O grupo Sea Me podia ter esperado que a pandemia acalmasse, ficava com os restaurantes que já tinha aberto em Lisboa e continuava a gerir assim o negócio. Em vez disso, não se deixou ficar e desde a altura do confinamento que criou projetos virtuais na cidade, apenas disponíveis para entregas ao domicílio. O mais recente é o Amor y Odio, um mexicano com burritos e muito mais, a primeira aventura do grupo num projeto com este tipo de gastronomia.

Este novo conceito do grupo só se encontra na oferta da plataforma de delivery Glovo, mas surge com o objetivo de ter uma loja física própria. É no site ou através da aplicação que tem acesso ao projeto e a todo o menu que em poucos minutos lhe é entregue em casa, tudo depende de onde é feito o pedido.

Existem três burritos para escolher. Tem o El Original, em tortilha com arroz de coentros, feijão, pico de gallo e sour cream (9€); o San Diego, em tortilha também, com batata doce, pimentos, cebola, tomate, pico de gallo e sour cream (9€); ou o Desnudo, idêntico ao primeiro mas servido sem tortilha (9,75€).

Em todos pode acrescentar uma proteína. Tem porco, frango, chili, camarão, tofu e cogumelos, a opção vegetariana, e ainda um surf & turf, com camarão e porco num só. Há ainda a possibilidade de escolher um molho: salsa mexicana, o chipotle, a salsa verde ou o habanero.

O menu é bastante simples e como entrada pode juntar totopos simples ou picantes com guacamole, pico de gallo e queijo (3,50€). Para beber é possível pedir a Chelada, que junta cerveja, sumo de limão e gelo (3,50€), cerveja Corona (3,50€), a Sol (3,50€) e refrigerantes.

Existem ainda dois menus para ficar com refeição logo completa. Tem o que custa 14€, com totopos, burrito e bebida; ou o por 11,50€, com burrito e bebida.

Há totopos para começar.

A hamburgueria Olívia foi o primeiro projeto virtual criado pelo grupo Sea Me, responsável por restaurantes como o Soão ou o Prego da Peixaria, em Lisboa. Os hambúrgueres começaram a ser servidos logo a 17 de março, numa altura em que os espaços de restauração só podiam funcionar com o take-away e delivery.

Depois dos hambúrgueres, nasceu também em março a Dionísio, uma adega virtual para comprar grandes vinhos portugueses desde 7€. Muitos deles são exclusivos dos restaurantes e não são comercializados em garrafeiras ou em supermercados.

Foi preciso esperar até junho para vermos mais um conceito a operar na cidade, o A-BAO-T, dedicado aos pãezinhos asiáticos cozidos ao vapor. Entre as oito opções que pode escolher tem o pork belly bao, com barriga de porco desfiada, pimento, gengibre, chilli, cebolinho, mel e amendoim tostado.

No final de agosto, o grupo Sea Me reuniu todos estes conceitos numa espécie de food court virtual, a Brothers & Sisters. O objetivo é que possa pedir pratos de um dos vários projetos, tudo na mesma taxa de entrega. Depois de tudo isto, ainda houve a ideia de trazer um mexicano, o Amor y Odio.

A aposta no delivery tem sido ganha pelo grupo e já representa 45 por cento do volume de negócio. Em julho foi inaugurado mais um centro de produção do grupo, para entregas na zona de Telheiras e Benfica. Em novembro, estreiam uma dark kitchen na Parede, que irá permitir chegar com os produtos até à linha de Cascais.

Conheça algumas das propostas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT