Restaurantes

Best Chef Awards: Henrique Sá Pessoa e José Avillez no ranking dos melhores do mundo

O responsável do Alma estreou-se no ranking e logo com uma entrada de rompante: diretamente para o 38.º lugar.
Entrou logo para 38º lugar.

Já se sabia em abril que o nome de Henrique Sá Pessoa iria figurar entre os cem melhores chefs do mundo nos The Best Chef Awards. Seria uma estreia para o chef, onde contaria com a companhia de José Avillez, que já havia marcado presença no ranking no ano anterior.

Na noite de quarta-feira, 15 de setembro, em Amesterdão, decorreu finalmente a cerimónia de prémios. Henrique Sá Pessoa, chef com duas estrelas Michelin pelo Alma, marcou presença e foi mesmo um dos destaques. Foi nova entrada no ranking e surgiu logo em 38º lugar.

Sá Pessoa contou ainda com a companhia no ranking de José Avillez, que teve também uma subida de destaque. O chef responsável pelo Belcanto, também com duas estrelas Michelin, subiu do 70.º lugar em 2020 para o 44.º lugar do ranking este ano.

Nesta lista de 100 nomes do The Best Chef Awards estavam chefs de 35 países. René Redzepi, eleito o melhor chef do mundo em 2020, surgiu este ano num quinto lugar. O primeiro lugar foi para Dabiz Muñoz, responsável pelo DiverXo, de três estrelas Michelin, em Madrid.

Ana Ros, eslovena responsável pelo Hiša Franko, foi a mulher mais bem colocada no ranking. em sétimo lugar. Quatro dos 10 primeiros colocados são chefs naturais e responsáveis por espaços em Espanha.

Os também espanhóis Eneko Atxa, chef do Eneko Lisboa, e Martin Berasategui, chef do Fifty Seconds, em Lisboa, surgem também no ranking. Eneko surge em 31.º lugar, enquanto Berasategui surge na 28ª posição. Já o austríaco Hans Neuner (Ocean, duas estrelas Michelin, Porches, Algarve) subiu na tabela, este ano, da 69.º lugar posição para o 50.º lugar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT