restaurantes

Bienvenidos ao Carnal, o novo restaurante dos hijos de Ljubomir em Lisboa

O chef não está à frente do projeto, apesar de ter participado nas provas. Ainda assim o espaço pertence ao grupo 100 Maneiras.
O Carnal é o novo restaurante do grupo 100 Maneiras.

No início deste ano, os restaurantes não podiam oferecer o serviço normal, com clientes no interior. A pandemia a isso obrigou. Os espaços tiveram de encontrar soluções, como o take-away e/ou o delivery. Assim fez o Bistro 100 Maneiras, do chef Ljubomir Stanisic, em Lisboa. Numa reportagem que a NiT fez nessa altura pudemos experimentar aquelas que foram as bases do Carnal, o novo restaurante do grupo.

Entre as sugestões que saíam embaladas em caixas para entrega ao domicílio, o chef Luis Ortiz apresentou dois tacos: um al pastor e outro de borrego, cozinhado durante 24 horas. O objetivo era fazerem parte da carta do 2Go, o serviço de delivery que foi criado em janeiro. Mal sabiam na altura que estavam a começar a criar o menu para o Carnal.

Este novo projeto é dedicado à cozinha mexicana: fica no interior do 9 Hotel Mercy, no lugar onde em tempos se bebiam cocktails, o Double9. Tudo foi montado em apenas um mês. A abertura foi feita meio em segredo. Apenas na véspera o chef revelou que

Ainda assim, o chef não dá cara por este conceito. Este é um projeto dos hijos, como explicou numa publicação na página de Instagram, os “ “hijos do 100 [Maneiras]”. À cabeça, na cozinha, está o chef Luis Ortiz. É natural de Guadalajara, no México. À NiT explicou que o projeto foi surgindo de forma natural, após ter feito várias provas.

“É uma mistura de coisas, aquilo que consideramos que um restaurante mexicano deve ser. Não inventámos a roda, mas queremos fazer o melhor que conseguimos”, conta Luis Ortiz. O menu apresenta as opções mais tradicionais da típica gastronomia deste país, mas não só. “Pegámos também em produtos que não são tão tradicionais, aos quais juntámos as técnicas mexicanas.” Como acontece com o espadarte fumado com feijão.

Se não souber dominar o catelhano, terá (alguma) dificuldade em fazer o pedido. O menu não está em português, por opção. Ainda assim, claro que terá a ajuda dos vários funcionários quando chegar o momento de escolher (tem também as descrições dos pratos em inglês, se preferir).

A refeição tem de começar por um guacamole e totopos caseiros. Já nos tacos, servidos com duas salsas, tem vários por onde escolher. O clássico pastor, com carne de porco, o de carne de vaca, o de camarão, ou de cogumelos com cebola e alho. Não faltam as quesadillas, feitas com tortilhas de milho, e alguns pratos principais.

Qualquer que seja a escolha para a refeição principal, terá de guardar espaço para a sobremesa. “Este flan de la abuela é o melhor que vão provar do menu”, assegura o chef Ortiz. É um pudin flan, mas com menos ovos do que o tradicional português. Não pode sair sem o provar.

O restaurante fica entre o Bairro Alto e o Chiado, muito perto do Bistro 100 Maneiras (que neste momento está encerrado para obras). A cozinha estará aberta até à meia noite, mas existe uma estação de tacos no balcão da entrada que serve sugestões até às duas da manhã. Se a fome apertar durante a noite, já sabe onde pode passar.

Quem entra no espaço e conhecia o anterior Double9 será fácil jogar ao descubra as diferenças. O local mudou bastante. O balcão manteve-se. É daqui que saem vários cocktails de autor servidos em copos de barro personalizados, um para cada bebida. A base de copos é umA tapeçaria mexicana, aqui apresentada numa versão (muito) mais pequena.

A decoração foi criada pelo artista Carlito Dalceggio. É o primeiro restaurante que faz, por norma, cria sobretudo peças e obras individuais. Há quadros nas paredes, desenhos nas almofadas, que foram pintadas à mão, e uma deusa/cobra, como lhe chamam, que percorre todo o teto do espaço, da entrada até à casa de banho.

Mais tradicional é o arco que está à porta. O objetivo é ser idêntico ao papel picado, numa instalação que se assemelha às rendas portuguesas. No México são feitos através do corte do papel. No Carnal, ganharam uma dimensão maior e é por aí que passa antes de se sentar à mesa.

Além de Luis Ortiz, também Manuel Maldonado, Miguel Santos, Luis Ortiz e João Sancheira fazem parte da equipa — elementos que já conhecíamos de outros restaurantes do grupo 100 Maneiras.

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Carnal.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. da Misericórdia 78, 1200-385 Lisboa
    1200-385 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 18:00
  • Às: 02:00
  • Sábados e domingos também aos almoços
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Mexicana

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT