restaurantes

Burger King vai abrir mais 60 restaurantes em Portugal até 2022

Metade das aberturas será ainda este ano. A cadeia pretende investir 60 milhões de euros e criar dois mil postos de trabalho.
Só este ano esperam chegar às 30 aberturas.

2021 será o ano de maior investimento da Burger King em Portugal. Em plena pandemia, e até 2022, a cadeia prevê ultrapassar a meta dos 170 restaurantes em todo o país, o que significa que vai abrir 60 espaços até ao próximo ano. Só em 2021 estão previstos 30, o que irá criar mais de mil postos de trabalho.

“Entre 2021 e 2022 pretendemos abrir cerca de 60 restaurantes com um investimento superior a 60 milhões de euros e mais de dois mil postos de trabalho”, explica ao “Eco” Maria Jimenez, diretora de franchisados RBI Iberia, a responsável pelo mercado nacional.

O balanço da operação do Burger King em Portugal é muito positivo e temos um plano de expansão bastante ambicioso a curto e médio prazo porque acreditamos que Portugal é um mercado com muito potencial”, continua.

Mesmo apesar da pandemia, o grupo aposta na continuidade da expansão no País. “O setor da restauração tem sido um dos mais afetados pela pandemia, mas os nossos resultados não caíram tanto quanto a média do setor e isso deve-se ao reconhecimento sustentado nos últimos anos e ao desenvolvimento de canais alternativos para os restaurantes como o auto e delivery.”

A RBI Iberia prepara-se para trazer para Portugal o grande rival da KFC, a Popeyes. Será a responsável também pela expansão desta marca no País e a aposta é abrir a curto prazo mais de 40 restaurantes, num investimento total de 50 milhões de euros.

A Popeyes foi fundada nos anos 70 nos Estados Unidos. Atualmente, conta com mais de 3.400 restaurantes em todo o mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT