Restaurantes

Campo de Ourique ganhou um Desassossego onde há brunch e petiscos todo o dia

O novo restaurante combina diferentes gastronomias e instalou-se na Casa de Fernando Pessoa. Já é um sucesso entre gerações.
O espaço está decorado à imagem do escritor.

O “Livro do Desassossego”, assinado por Bernardo Soares, um dos heterónimos de Fernando Pessoa, é uma das obras mais conhecidas do autor português. Editada pela primeira vez em 1982 e aclamada além-fronteiras, serviu agora de inspiração ao novo restaurante da casa-museu do poeta, em Campo de Ourique. Ali há petiscos e brunch a qualquer hora do dia e todos são bem vindos — incluindo os animais de estimação. 

“Claro que Desassossego é uma alusão clara à obra de Pessoa, mas está também relacionado ao momento em que estamos à mesa, a partilhar conversas, pratos, a bater com os talheres, sempre desassossegados”, explica Miguel Leal, o proprietário à NiT.

O espaço abriu a 27 de janeiro, na sequência de um concurso público que escolheu a equipa já experiente do Maria Food Hub, em Arroios, para o dinamizar. “Sempre adorei este museu e o facto de podermos estar efetivamente num local tão importante e com tanta história seduziu-nos logo”, conta.

Miguel Leal acredita que o conceito que apresentou, baseado numa cozinha evolutiva, que se transforma ao longo do dia, e a seleção de pratos que são um sucesso no Hub, foram determinantes na vitória. “Aqui temos brunch, bowls, hambúrgueres, cocktails e petiscos para partilhar.” 

O bairro, porém, tem características completamente diferentes. Enquanto Arroios vive da multiculturalidade, Campo de Ourique é “mais familiar”. “Aqui há um encontro de gerações muito giro de observar. Temos os netos a trazerem os avós para provarem pratos diferentes e a melhor parte é que têm gostado e ficam surpreendidos. Tem sido muito positivo”, descreve Miguel Leal.

Uns dos pratos mais pedidos é o Shakshuka Maria (9,50€), um mix de batata-doce, espinafres frescos, vegetais assados e ovos escalfados, envolvidos num molho de amendoim e coco. As saladas e bowls (até 13,50€) — com frango, bacalhau, vaca, polvo ou camarão — são acompanhadas por diferentes molhos com origens que vão de África à Ásia.

O menu de brunch inclui propostas dos quatro cantos do mundo, como o Hash Brown de frango piri-piri (10€) servido assado, com legumes e molho de pimento. Mas também não faltam panquecas, croissants e outros clássicos de pequenos-almoço.

A partir das 15 horas entram em cena os petiscos. Há várias opções para partilhar, inclui clássicos portugueses com um toque internacional. A burrata trufada com tomate cherry (8€) e a beringela recheada (7,50€) são apenas duas possibilidades. “Estamos a preparar algumas surpresas e uma delas é o bacalhau no forno com pesto caseiro”, adianta.

No que toca a bebidas, as estrelas são os cocktails criados por Sara Barreto. O Mary Ann Smith Jade (9€), com gin, licor de poejo, limão e maçã verde é um dos destaques. Já os fãs de margaritas devem pedir o Pyrus Gapsar (9€). Os nomes de ambos são homenagens aos cães dos proprietários que costumam frequentar o espaço. A carta de bebidas inclui ainda cerveja da casa — a artesanal Dois Corvos — e vinhos de diferentes regiões nacionais.

Apesar de se chamar Desassossego, ali reina a tranquilidade, sobretudo durante as manhãs. O ambiente é propício ao encontro e à conversa, seja para um almoço, uma refeição mais tardia, ou para tomar um copo ao final da tarde. Em março vai passar a servir jantares às quintas, sextas e sábados. E em abril será servida todos os dias. “É um delicioso Desassossego”, conclui o proprietário.

Carregue na galeria para ver mais imagens do novo spot in de Campo de Ourique e os pratos que poderá provar por lá.

Áudio deste artigo

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Coelho da Rocha 18,
    1250-088 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Segunda a sexta das 10h às 18h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
brunch

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT