Restaurantes

Chegou ao Porto a única francesinha que faltava — sem glúten

No Glutenfreak tudo é gluten free, sempre “sem sacrificar o sabor”.
Parece uma francesinha como as outras

Foi preciso um cocktail de circunstâncias para que Liliana Sousa, formada em Ciências de Computadores, acabasse à frente de um balcão de francesinha sem glúten na mão. A verdade é que aos 39 anos é a orgulhosa dona do Glutenfreak, o novo espaço da cidade pensado para celíacos — e não só.

Descobriu que sofria de doença celíaca há cerca de seis anos. Não era fácil encontrar algo que pudesse comer fora de casa e a mais recente crise na restauração começou a tornar ainda mais difícil essa tarefa.

“Sempre tive esta ideia de abrir um restaurante ou um café só com produtos sem glúten. Há pouca coisa do género em Portugal e sobretudo no Porto”, explica à NiT.

A sala do Glutenfreak

Fartou-se de ouvir os lamentos de outros celíacos e decidiu agir. Tirou uma licença sabática e sem medo da pandemia, lançou-se à procura de um espaço que encontrou na Rua da Torrinha.

“Fiz uma pausa no emprego e decidi arriscar, apesar de estarmos numa fase atípica. Achei que tinha potencial e para já estou aqui a tempo inteiro”, conta.

A 10 de dezembro, abria finalmente as portas do Glutenfreak, , casa de refeições e de pequenos petiscos. Há um pouco de tudo para comer a qualquer hora.

O nome da estrela salta à vista na carta, qual cartaz de blockbuster: a francesinha. Para escapar ao pecado capital da francesinha, foram obrigados a não poupar no sabor. A conversão em francesinha sem glúten obrigou a uma total reestruturação, sem perder nenhum dos ingredientes. Manteve-se intocada a cerveja, o pão, a salsicha ou a linguiça, mas agora em versão adaptada a celíacos.

Ali são todos gluténofóbicos

Além de pratos do dia assente em receitas tradicionais, pode provar o hambúrguer de novilho, mas também saladas e baguetes — e petiscos como bifanas, moelas e rissóis. Os próximos dias vão trazer novidades: a carta vai voltar a renovar-se, alguns elementos sairão e darão lugar a outros. A francesinha, essa tem lugar cativo.

Na pequena sala com cinco mesas há ainda espaço para exibir a pastelaria sem glúten, fabricada por uma empresa especializada. Se não quiser passar por lá, pode provar tudo sem sair de casa através da Uber Eats.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Torrinha, 86A, Porto
  • HORÁRIO
  • De segunda a sábado, das 11h às 21h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT